Desporto
Tendência

Fisiculturista Iguer Castro não vai defender título de Men Classic Physique na Taça de Cabo Verde: “Seria regredir”, diz

O atleta Iguer Castro não vai defender o título nacional na categoria Men Classic Physique conquistado no dia 25 de setembro passado na última edição da Taça de Cabo Verde realizada pela Federação de Halterofilismo na cidade da Praia. Isto significa que o fisiculturista vai estar ausente do palco no dia 24 de setembro na cidade do Mindelo, que recebe pela primeira vez essa prova maior do culturismo e fitness cabo-verdiano.

Em conversa com Mindelinsite, o fisiculturista explica que, para ele, não faz sentido ganhar o titulo nacional, ir representar Cabo Verde no campeonato mundial do IFBB e voltar a competir na Taça de Cabo Verde. Na sua opinião, isso significa regredir, “descer do cavalo para burro”.

“Estar nessa competição não vai trazer nada de especial para a minha carreira. Não acho correcto entrar nesse ciclo. Quero estar agora numa prova que me permita obter a minha carteira profissional”, confessa o desportista, que tomou essa decisão desde o ano passado quando foi participar no Mundial de Espanha e no Diamond Cup Lusofonia, em Portugal, em novembro passado. Este adianta que já em 2021 não queria competir na Taça de Cabo Verde. Assume que aceitou porque ficou subentendido de uma conversa com o presidente da FECAH que só poderia estar no palco internacional com o apoio da federação se participasse nessa prova nacional.

Iguer Castro prefere este ano voltar aos palcos internacionais, depois de ter estado no Mundial do IFBB, em Espanha, e no “Diamond Cup Lusofonia”, em Portugal, porém, sem atingir os objectivos traçados. O mais atractivo, reconhece, é o Mundial, organizado pela Federação Internacional de Bodybuilding, mas deixa perceber que a FECAH irá apostar no próximo campeão nacional. “Gostaria de estar no Mundial, mas teria que arcar com muitas despesas”, frisa o atleta, que prefere deste modo voltar a disputar o Diamond Cup em Portugal, que acontece de 25 a 27 de novembro.

Só que, diz, irá também depender do apoio institucional da FECAH para conseguir a inscrição e aligeirar o processo do visto. Iguer Castro já informou a federação desse plano, mas ainda aguarda uma resposta oficial positiva para poder organizar convenientemente a viagem e o treino. “Ainda não estou a preparar-me com a devida intensidade porque aguardo a resposta ao meu email. Acontece que, mesmo que queira participar a nível pessoal em certas competições internacionais vou sempre depender de uma declaração e do apoio institucional da federação”, admite o atleta.

Iguer Castro admite que a sua carreira profissional no mundo do fisiculturismo pode ficar comprometida sem o apoio da federação. No entanto, a relação entre o atleta e o presidente da FECAH ficou amarga após as críticas que fez sobre o apoio recebido da federação nas referidas provas internacionais. Bino Santos, dirigente federativo, rebateu vários pontos das declarações públicas de Iguer e desde essa altura a situação entre os dois parece ter ficado meio tensa. Entretanto, o atleta deixa claro que não tem nada contra a FECAH. “Eu apenas critiquei coisas que, para mim, estavam mal feitas. Mas parece-me que levaram a minha opinião para o campo pessoal”, diz o jovem.

Até ao momento, Iguer Castro não explicou à FECAH os motivos da sua ausência do nacional de fisiculturismo. Alega que esse organismo não contacta os atletas e demora, por outro lado, a responder as mensagens e solicitações.

O atleta volta a frisar que iria regredir e enfatiza que, caso decidisse competir na Taça de Cabo Vere, iria entrar para voltar a ganhar, pelo que poderia tirar a oportunidade a outro atleta. Este afirma que já na cidade da Praia viu uma acentuada diferença entre ele e os outros concorrentes na sua categoria. Enquanto os outros estavam à volta dos oitenta quilos, ele tinha 100 quilos. Faz notar.

A terceira edição da Taça de Cabo Verde de Culturismo e Fitness acontece na cidade do Mindelo no dia 24 de setembro e é dedicada ao professor DJô Borja, um dos pioneiros e impulsionadores dos ginásios de culturismo na ilha de S. Vicente.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo