COVID-19
Tendência

MS diz que era expectável o aumento da Covid-19: “Mais do que os promotores, a responsabilidade maior é de quem vai às festas”

O ministro da Saúde frisou esta manhã que era expectável o aumento dos casos de Covid-19 em S. Vicente, à semelhança do panorama nacional, e chamou atenção para a realização de festas com a presença de um número consideável de pessoas. Segundo Arlindo do Rosário, cada um precisa assumir a sua responsabilidade individual no combate à pandemia e pensar duas vezes se deve frequentar espaços de convívio da forma como tem estado a acontecer. O governante fez questão de lembrar que a variante Delta, considerada particularmente contagiosa, já está em Cabo Verde, tendo surgido na ilha de Santiago.

“Mais do que os promotores, a responsabilidade maior é de quem vai aos eventos. Se quero proteger-me tenho de pensar duas vezes e estar ciente de que o vírus continua a circular e que ainda não foi encontrada a forma de o aniquilar”, alerta o ministro, para quem a abordagem à Covid-19 deve ser integrada porque é uma situação complexa.

A vacinação, salienta o MS, pode evitar casos mais graves da doença, nomeadamente a morte, mas, voltou a reforçar, a vacina não impede a infeção. Por isso, disse, quem foi vacinado precisa continuar a usar máscara para se proteger e evitar contaminar outras pessoas.

Segundo Arlindo do Rosário, a vacinação está a decorrer muito bem em S. Vicente. Neste momento, diz, 82,6 por cento da população elegível já tomou a primeira dose e 28% recebeu a segunda. “O processo está dinâmico e com boa adesão das pessoas”, considera Arlindo do Rosário. Aliás, o governante realçou que os programas de saúde estão a funcionar bem em S. Vicente, de forma geral.

“Falamos com o Delegado de Saúde da Covid, mas também das outras doenças e do seguimento dos doentes crónicos. Todo o programa alargado de vacinação, como o da HPV – que é muito importante para a prevenção do cancro do colo do útero – está a acontecer de forma normal”, enalteceu o ministro.

Arlindo do Rosário fez estas declarações à imprensa após um encontro com o Delegado de Saúde de S. Vicente, Elísio Silva, seguido de uma visita aos postos de vacinação dos centros espalhados por S. Vicente. Amanhã está prevista a inauguração do laboratório de virologoia da DS e uma visita ao centro de terapia ocupacional de Ribeira d’Vinha.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo