COVID-19

Reino Unido restringe voos para seis países africanos

O Reino Unido anunciou hoje restrições a voos vindos de seis países africanos na sequência da descoberta da nova variante da Covid-19 detetada na África do Sul, a B.1.1.529, que já é considerada com maior número de mutações. Estão na “lista negra” os voos provenientes da África do Sul, Namíbia, Lesoto, Botsuana, Essuatini e Zimbabué. Já os ingleses que retornem destes territórios estão obrigatoriamente sujeitos a quarentena.

O secretário da Saúde inglês, Sajid Javid, adianta que a Agência da Saúde do Reino Unido está a investigar a nova variante, com elevada preocupação. “Poderá ser mais transmissível do que a variante Delta, e as vacinas que temos podem ser menos eficazes”, adiantou o responsável.

Considera ainda que esta variante “é a pior que já vimos até agora”, uma vez que a proteína Spike é “dramaticamente” diferente da estirpe original da Covid-19 e tem o dobro das mutações da variante Delta. Entretanto, não se sabe ainda o quão transmissível ou perigosa é a B.1.1.529 porque ela ainda está restrita a uma província sul-africana.

Também a Comissão Europeia equaciona propor, em estreita coordenação com os Estados-membros, ativar o travão de emergência para parar as viagens aéreas da região da África Austral devido à variante de preocupação B.1.1.529″, indicou Ursula von der Leyen, numa curta publicação na rede social Twitter.

C/CM

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo