Mundo

Autoridades esperam quase 2 milhões de pessoas nas ruas por onde passará o funeral da rainha Elizabeth II

As autoridades britânicas esperam a presença de um a dois milhões de pessoas no centro de Londres para acompanhar as cerimónias fúnebres da monarca Elizabeth II, falecida há onze dias, e que já decorrem. O público estará nos principais pontos por onde passará o caixão com o corpo da Rainha, que faleceu aos 96 anos de idade. Na televisão, as previsões apontam para uma audiência global de 4,1 mil milhões de pessoas, segundo alguns analistas consultados pelos media britânicos, batendo o recorde do funeral da princesa Diana, que há 25 anos foi seguido por 2,5 mil milhões de pessoas em todo o mundo.

Além dos milhares de anónimos que fizeram fila para ver o caixão da rainha, uma boa parte não chegou a tempo. vários dos líderes mundiais que estão convidados para as cerimónias fúnebres passaram ontem por Westminster Hall. Entre eles o Presidente português Marcelo Rebelo de Sousa, assim como o norte-americano Joe Biden, o francês Emmanuel Macron e o Primeiro-ministro canadiano, Justin Trudeau, com as respetivas primeiras-damas.

À noite, os líderes mundiais participaram numa receção oficial com o novo rei, Charles III, no Palácio de Buckingham. Cerca de 500 chefes de Estado ou governo e diplomatas estrangeiros estarão esta segunda-feira na Abadia de Westminster. Mas houve alguns que não foram convidados para a cerimónia, podendo estar apenas presentes com os respetivos embaixadores na capital britânica, nomeadamente Irão, Nicarágua e Coreia do Norte.

Outros países nem sequer receberam convite, incluindo a Rússia (por causa da invasão da Ucrânia), a Bielorrússia, o Afeganistão, Myanmar, Síria e Venezuela.

O caixão da rainha deixará Westminster Hall às 10.44, num curto cortejo fúnebre até à abadia, onde decorrem as cerimónias. Segue depois pelas ruas de Londres até ao Arco de Wellington, onde será transferido para um carro funerário que o levará até ao Castelo de Windsor. Depois de mais uma cerimónia religiosa na capela de São Jorge, terminam as cerimónias públicas. Pelas 19.30, a família real despede-se em privado de Elizabeth II, com o caixão a ser colocado finalmente no Jazigo Real.

C/ Dn.pt

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo