Desporto
Tendência

Polidesportivo da Zona Norte: Rodrigo Rendall diz que a obra está a seguir os “trâmites normais”

O vereador Rodrigo Rendall frisou numa entrevista ao Mindelinsite que as obras de construção do polivalente da Zona Norte estão a seguir os seus “trâmites normais” e que a mesma será concluída quando a Câmara de Oeiras disponibilizar a cobertura. Questionada por este jornal sobre o término desse edifício desportivo, cuja empreitada se arrasta há pelo menos dez anos, quando nos últimos dias a CMSV tem estado a anunciar novas placas, Rendall salienta que foram registados atrasos devido a pandemia, mas que o processo será acelerado assim que for regularizada a questão da cobertura. Aliás, este informa que deve chegar nos próximos dias à cidade do Mindelo uma equipa dessa edilidade portuguesa para analisar esse aspecto técnico, já que o projecto sofreu adaptações.

Embora confrontado com o tempo excessivo consumido por essa obra, Rodrigo Rendall reforça que não tem havido nada de anormal com a mesma. “Não houve problemas com a construção do polidesportivo. Fomos buscar financiamento e a obra está a ser executada conforme o plano da Câmara de S. Vicente. É bom realçar que o projecto sofreu algumas adaptações e tivemos que enviar essas informações à Câmara de Oeiras enquanto financiadora da cobertura”, informa.

Questionado se essa obra voltará a ser referida nas campanhas autárquicas deste ano pela equipa liderada por Augusto Neves, candidato do MpD, Rodrigo Rendall acha que não. Este aproveitou o momento para frisar que a Câmara de S. Vicente tem estado a trabalhar sem estar focada nas campanhas eleitorais, apesar das críticas dos partidos políticos e da própria sociedade mindelense nesse sentido. “Eu não ando a trabalhar com base no calendário eleitoral. Trabalho todos os dias para cumprir o meu dever. Agora, as pessoas têm de ver que há obras que correm mais rapidamente que outras”, reage esse autarca. Este frisa que o estado de emergência obrigou a CMSV a abrandar as suas actividades e que, ultrapassada essa etapa, é natural que esteja a retomar a normalidade.

A ser construído a “passo de tartaruga”, o polidesportivo da Zona Norte, em Chã de Alecrim, representa a esperança dos praticantes dos desportos de salão em S. Vicente numa nova dinâmica competitiva, visto que o pavilhão de Monte Sossego deixou de corresponder às necessidades de todas as modalidades. A base do piso e as duas torres parecem estar quase prontas, mas parece claro que ainda há muito trabalho à espera.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar