Mundo

Internacional brasileiro Daniel Alves em prisão preventiva

O jogador Daniel Alves ficou em prisão preventiva, sem possibilidade de pagamento de fiança, enquanto responde às acusações de agressão sexual. A decisão foi tomada por uma juíza de um tribunal de Barcelona.

O internacional brasileiro que recentemente disputou o Mundial do Qatar, tinha-se deslocado na manhã de sexta-feira a uma esquadra da capital catalã para prestar declarações sobre as alegadas acusações de agressão sexual após uma festa, mas acabou por ficar detido.

De acordo com o El Pais, a juíza terá aprovado o pedido feito pelo Ministério Público para deixar o jogador sob custódia, alegadamente por não ter residência em Espanha, o que representa risco de fuga.

Dani Alves é acusado de ter agredido sexualmente uma jovem de 23 anos, a 30 de dezembro, na discoteca Sutton, em Barcelona. A jovem terá apresentado queixa a 2 de janeiro. O lateral nega as acusações e diz que não conhece a alegada vítima.

O internacional brasileiro deixou o Barcelona no final da época passada e assinou por uma equipa mexicana. Estava em Espanha de férias, depois de ter vestido a camisola da seleção do Brasil no Mundial do Qatar. 

Pub.

C/Globo

Mostrar mais

Constanca Pina

Formada em jornalismo pela Universidade Federal Fluminense (UFF-RJ). Trabalhou como jornalista no semanário A Semana de 1997 a 2016. Sócia-fundadora do Mindel Insite, desempenha as funções de Chefe de Redação e jornalista/repórter. Paralelamente, leccionou na Universidade Lusófona de Cabo Verde de 2013 a 2020, disciplinas de Jornalismo Económico, Jornalismo Investigativo e Redação Jornalística.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo