Mundo
Tendência

Chipre detecta variante da Covid-19 que combina Delta e Ómicron e foi baptizada de Deltacron

Uma nova variante de Covid-19, que combina caraterísticas das variantes Delta e Ómicron – e à qual já foi dado o nome de Deltacron – foi identificada no Chipre. A notícia foi avançada pela Bloomberg, órgão segundo a qual a estirpe híbrida do SARS-CoV-2 foi descoberta por Leondios Kostrikis, professor de ciências biológicas da Universidade do Chipre e chefe do Laboratório de Biotecnologia e Virologia Molecular.

“Existem atualmente coinfecções por Ómicron e Delta e descobrimos esta variante, que é uma combinação das duas”, avançou o cientista em entrevista à Sigma TV, explicando que a nova variante foi designada de ‘Deltacron’ por ter sido identificada a assinatura genética da Ómicron e os genomas da Delta.

A equipa de Leondios Kostrikis identificou 25 casos de infeção no Chipre com a nova variante combinada, apurando por análise estatística que a frequência relativa é maior entre os pacientes hospitalizados com covid-19, em comparação com os pacientes não hospitalizados.

A 7 de janeiro foram enviadas as sequências dos 25 casos de Deltacron à GISAID, o banco de dados internacional do Instituto Pasteur que rastreia as alterações e é responsável pela sequenciação oficial das novas variantes de gripe e de coronavírus. “Veremos no futuro se essa variante é mais patológica ou contagiosa ou se prevalecerá sobre a Delta e a Ómicron”, salientou o especialista que a identificou e que acredita que pode vir a ser eclipsada pela Ómicron, por ser mais contagiosa.

C/Expresso.pt e Dn.pt

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo