Cultura
Tendência

Mamadou lança single “Yedna”, um conselho para os artistas valorizarem o seu trabalho

O artista senegalês Mamadou Sulabanku lançou um single, acompanhado do respectivo videoclipe, que se inspira nas dificuldades enfrentadas pelos artistas por causa da pandemia. Ele próprio sentiu isso na pele com o cancelamento de seis espectáculos na Europa devido a doença da Covid-19 e conta que viu colegas venderem o seu instrumento para poderem comer.

Intitulada “Yedna” (significa “dar um conselho”), a música, segundo o compositor, é interpretada em olof, sua língua materna, e acaba por ser um pedido aos artistas valorizarem a si próprios e a sua arte para que possam granjear o respeito do seu publico. Apresentado no espaço Bombu Mininu, o trabalho vem acompanhado de um videoclipe com imagens captadas na exposição de arte africana Akuaba, no Palácio do Povo, em S. Vicente, e já se encontra disponível na internet.

Residente em Cabo Verde há 21 anos, mais precisamente na cidade do Mindelo, Mamadou Sulabanku produziu um CD gravado em S. Vicente, que foi premiado na Franca. Ao longo da sua carreira, actuou em todos os festivais musicais de Cabo Verde e assume que teve a sorte de actuar com grandes músicos como Vasco Martins, Hernany Almeida e Bau. Além de Cabo Verde, a sua arte e reconhecida em vários países africanos, entre os quais Senegal, Costa do Marfim e Mali.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo