AtualidadeEscolha do Editor
Tendência

Adilson Graça assume candidatura a presidente da comissão política do PAICV em S. Vicente

O militante Adilson Graça posicionou-se ontem como candidato a Presidente da Comissão Política Regional do PAICV em S. Vicente nas eleições do dia 12 de fevereiro, com a promessa de lutar para empurrar o partido da terceira posição para primeira força na ilha. Em conversa com o Mindelinsite, Graça admite que a tarefa será ingente, pelo facto de o partido ter perdido terreno nas mais recentes eleições autárquicas, mas garante que tem disponibilidade total para liderar esse processo político.

“Estou ciente da importância do cargo e do desafio a que me proponho liderar. Mas também estou convencido que possuo todas as condições para realizar a ingente tarefa de voltar a unir o partido em São Vicente e mobilizar os militantes, amigos e simpatizantes, para juntos voltarmos a ser a primeira força em São Vicente”, diz Graça, para quem quanto maior o desafio maior é a conquista.

Para o efeito, Graça conta rodear-se de uma equipa pronta para sair do escritório e percorrer os bairros para falar com as pessoas, visando motivar os militantes e conquistar mais simpatias em torno do partido. “Temos de ter a consciência que os partidos são essencialmente as pessoas, que não são nada abstratos”, frisa.

Por enquanto, Adilson Graça prefere evitar avançar nomes dos integrantes da sua lista. Assegura estar ainda em processo de consulta, com o cuidado de formar uma equipa renovada e equilibrada em termos de género, idade e geração. Até 12 de fevereiro espera constituir uma lista capaz de conquistar os votos ganhadores dos militantes do partido da estrela negra.

Pelo seu historial de militância no partido, sente que tem toda a legitimidade moral para propor a sua candidatura. Como diz, deu sempre o seu contributo ao PAICV em todas as campanhas eleitorais autárquicas e legislativas, apoiou as lideranças regionais, trabalhou com os ex-presidentes José Maria Neves e Janira Almada e tem uma excelente relação com Rui Semedo, actual líder do PAICV. Sublinha que sempre agiu em prol dos interesses do partido e que mais uma vez está a disponibilizar a sua pessoa e capacidades para servir o PAICV.

“Se, em termos de militância sinto que tenho todas as condições e toda a legitimidade moral para propor esta candidatura, em termos de preparação política e académica também estou convencido de que as condições estão reunidas. A minha área de formação e de paixão é Ciência Política e Relações Internacionais e venho de uma grande experiência na Administração Pública cabo-verdiana, que me permitiu conhecer de forma profunda o funcionamento do país”, salienta Adilson Graça, que espera ganhar as eleições regionais e começar a preparar o PAICV para as disputas autárquicas em 2024. A seu ver, se o partido quer conquistar o poder nas legislativas terá de superar os desafios políticos em S. Vicente.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo