Tecnologia
Tendência

NOSI abre Centro de Inovação Tecnológica na cidade do Mindelo para impulsionar transformação digital

A cidade do Mindelo ganhou um Centro de Inovação Tecnológica que, segundo o PCA do NOSi, vai servir de “charneira” entre as academias, as empresas e instituições públicas. A missão, assegura Carlos Tavares Pina, é impulsionar o processo de transformação tecnológica e ajudar o Governo a atingir a meta de fazer de Cabo Verde um país verdadeiramente digital até 2030.

“Ententemos que faz todo o sentido o NOSI estar bem presente em S. Vicente pela relevância da ilha no contexto nacional, a criação da Zona Especial de Economia Marítima e também devido a outras vantagens comparativas, como as indústrias criativas”, frisa Carlos Pina, realçando que o NOSI vai tentar criar a ponte entre as empresas, o sector público e em todo o ecossistema digital. Isto porque, enfatiza, hoje nenhum país consegue desenvolver se a sua estratégia nào estiver suportada pela tecnologia digital.

O ministro Olavo Correia, que presidiu a cerimónia de inauguração do espaço, quer que o centro seja uma referência de qualidade nos domínios da criação e inovação tecnológica, mas ao serviço das pessoas. Segundo o vice-Primeiro-ministro, o Governo está a investir mais de 50 milhões de euros na criação de um Data Center e um Parque Tecnológico nas ilhas de Santiago e de S. Vicente. Com esse investimento, prossegue, haverá condições excelentes para os jovens com conhecimentos e talento na área digital desenvolverem as suas competências e prestarem serviço a Cabo Verde e ao mundo.

“E queremos convidar todos os jovens que têm talento nessas áreas para empreenderem. Vamos criar um ecossistema e incentivos para quem tem talento no domínio digital e de governação digital possa estar ao serviço de Cabo Verde. Os jovens não precisam de caridade ou de esmolas; têm competências, sonham grande e precisam apenas de uma oportunidade. E este espaço e mais uma oportunidade para tal”, referiu Olavo Correia, que tem sob a sua tutela o sector da Economia Digital.

Para o edil Augusto Neves, a instalação do referido centro do NOSI vai ajudar a Câmara de S. Vicente a melhorar a qualidade do serviço prestado aos munícipes. A autarquia, segundo Neves, lida diariamente com um enorme volume de trabalho – principalmente nas áreas do urbanismo e social -, pelo que a digitalização e informatização vai facilitar e agilizar o atendimento. Por conseguinte, o utente fica mais satisfeito com a qualidade e celeridade do serviço prestado.

O referido centro de inovação do NOSI vai trabalhar em articulação com a ProEmpresa, o Programa CVD, o Business Incubation Center (BIC), entre outros parceiros públicos e privados.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo