Social
Tendência

ISCABI foca na saúde mental para apoiar formandos, empresários e estudantes de raízes africanas

A ISCABI, (Incubadora Santa Cruz Atlantic Business & Innovation) quer apostar fortemente na vertente da saúde mental com a pretensão, já definida na sua estratégia, da criação de uma plataforma para apoiar os seus formandos e empresários, bem como os estudantes universitários de raízes africanas espalhados pelo mundo. Esta informação foi prestada ao Mindelinsite em Lisboa pela gerente da incubadora, Andredina Cardoso, que fez saber ainda que esta estratégia vai ser levada a cabo juntamente com a Mental REHAB CARE (clínica de psiquiatria e psicologia, com sede em Luanda, Angola) e outros parceiros.

Até o final deste ano será disponibilizado na internet um fórum de discussão e debate entre profissionais dos distintos países de língua oficial portuguesa que, de acordo com esta responsável, será aberto ao público em geral. Numa fase inicial, disse a gerente da ISCABI, esta plataforma será testada pelos formandos e empresários instalados na referida incubadora, sendo que nela estarão patente os diversos assuntos que cabem na temática da saúde mental, e associado um serviço de apoio personalizado tendencialmente gratuito para aconselhar os utentes.

Andredina Cardoso indicou ainda que em 2021 será lançada uma aplicação que complementará esta realidade e que será disponibilizada em equipamentos móveis de sistemas iOS e Android. O entendimento desta fonte é que o bem-estar na sua vertente mental começa, por fim, a ser devidamente equacionado e valorizado enquanto contributo determinante para o desenvolvimento da comunidade na diáspora e dos países de origem. “Como nunca dantes, estas duas realidades são reconhecidas como duas faces da mesma moeda, ou seja, a afirmação do continente africano e das suas gentes”, sublinhou Andredina Cardoso, para quem a crescente complexidade dos desafios que se colocam aos membros da diáspora africana, bem como àqueles que ficaram nos países de origem, é muito similar, pese embora os contextos sócio-económicos diferenciados onde esses mesmos desafios são experienciados. É no contexto desta nova realidade que Andredina Cardoso entende que a saúde mental desempenha um “papel basilar” tendo em consideração as ligações entre os países de origem e as diásporas, e que se traduz numa maior afirmação das comunidades, num conhecimento tecnológico funcional e na consolidação de uma realidade desde sempre subjacente.

Reconhecendo esta realidade, segundo a sua responsável, a ISCABI – enquanto incubadora cabo-verdiana que nasceu da conciliação de estratégias e objetivos de sócios africanos e europeus – coloca a ênfase no reforço da saúde mental dos membros das comunidades na diáspora e nas comunidades locais, como catalisador da mudança que urge implementar nos universos comunicacional, formativo e empresarial. “No traçar da estratégia da ISCABI está subjacente a ausência de fronteiras nacionais. Desde os seus primeiros passos que este projeto se assume como pan-africano. Mas não ficará por aqui. Pretende afirmar e reforçar a vocação transcontinental das economias africanas e dos seus povos”, sustenta.

E até final do primeiro trimestre de 2021 será integrada na futura Incubator Network Atlantic Business & Innovation Hub com presença na África Ocidental e Austral. É nesse sentido que a ISCABI tem vindo a estabelecer protocolos de cooperação com as forças vivas da realidade africana sendo de destacar o entendimento com a OMCV (Organização das Mulheres de Cabo Verde) para o desenvolvimento de formações e iniciativas de empreendedorismo e empoderamento de atuais e futuras mulheres empresárias, tanto em Cabo Verde como na diáspora. Há ainda uma parceria para o reforço das competências académicas e emocionais dos jovens e adultos no decorrer da sua carreira, através da instalação de um Centro de Competências MIND CHALLENGE, assim como o desenvolvimento e implementação de soluções tecnológicas que favoreçam a redução da taxa de informalidade das economias locais (RED FLASH), sempre complementadas com soluções de microfinanciamento e apoio à expansão dos micro e pequenos negócios. “O capital humano de raízes africanas tem vindo a valorizar-se e é fundamental libertar o seu verdadeiro potencial. Daí estar no centro de todas as iniciativas formativas e empresariais da ISCABI.”, conclui Cardoso.

Joāo A. do Rosário

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo