Mundo
Tendência

Sete pessoas vacinadas com AstraZeneca morreram no Reino Unido

Sete pessoas que tomaram a vacina contra a Covid-19 da AstraZeneca morreram no Reino Unido depois de terem desenvolvido coágulos sanguíneos, segundo vários órgãos de comunicação social estrangeiras. Estes óbitos surgem depois de a agência reguladora da saúde britânica ter identificado 30 casos de coágulos sanguíneos raros entre 18,1 milhões de pessoas que tomaram a vacina da AstraZeneca no país até final de março. Entre os casos reportados, 22 correspondem a trombos venosos cerebrais e oito a outros problemas de coagulação do sangue com baixo número de plaquetas.

Apesar disso, esse organismo insiste no benefício daquele fármaco e incentiva a população a tomar essa vacina, pois enfatiza que os riscos associados aos coágulos são “muito reduzidos”.

Os 30 casos ocorreram entre 18,1 milhões de pessoas que foram vacinadas até final de março no Reino Unido com a vacina da Astrazeneca e 22 deles correspondem a trombos venosos cerebrais e oito a outros problemas de coagulação do sangue com baixo número de plaquetas.

Um dos membros do Comité Conjunto de Vacinação e Imunização que tem a seu cargo o plano de vacinas britânico, Adam Finn, assegurou em declarações aos jornalistas que a vacina é, “de longe, a opção mais segura para reduzir os riscos de adoecer com gravidade ou morrer por causa da Covid-19”.

A Agência Europeia do Medicamento frisou que “não existem evidências” que justifiquem a suspensão do uso da vacina da AstraZeneca na população.

C/ Dn.pt e Tsf.pt

Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo