Pub.
Mundo
Tendência

Bebé de 5 meses morre afogado após barco de imigrantes virar na Itália

Pub.

Um bebé recém-nascido morreu num barco que transportava migrantes para a ilha de Lampedusa, ilha italiana situada no Mar Mediterrâneo, em meio a uma onda de chegadas de migrantes. O bebé viajava em um barco clandestino com sua mãe e outros 45 passageiros quando a embarcação virou, pouco antes da chegada de um barco de socorro da Guarda Costeira italiana. 

Todos os migrantes foram resgatados com visa, excepto o bebé cujo corpo foi levado para a câmara mortuária do cemitério de Lampedusa. Já a mãe foi encaminhada para o centro de acolhimento da ilha, que sofre com a superlotação devido à chegada em massa de deslocados.

Publicidade

O promotor Giovanni Di Leo informou que 112 embarcações chegaram na terça-feira, transportando mais de 5.000 imigrantes, superando em muito o recorde anterior de 63 barcos registrados em um dia no mês passado. Entretanto, os desembarques de imigrantes continuaram, com cerca de 1.300 novas pessoas na manhã desta quarta-feira. Neste momento, cerca de sete mil deslocados estão na ilha, a maior parte deles no centro de acolhimento, que tem capacidade para apenas 350 pessoas.

A administração de Agrigento determinou a transferencia de 880 migrantes na manhã de quarta-feira para aliviar a situação em Lampedusa, que fica a menos de 100 quilômetros da Tunisia. “Há alguns dias, e sobretudo nas últimas horas, Lampedusa está vivendo uma emergencia humanitária com poucos precedentes”, disse o ex-prefeito Totó Martello.

Publicidade

Segundo o Ministério do Interior, a Itália recebeu 124 mil migrantes via Mediterrâneo desde o inicio deste ano, quase o dobro do número registado no mesmo período de 2022. 

C/Agências

Publicidade

Mostrar mais

Constanca Pina

Formada em jornalismo pela Universidade Federal Fluminense (UFF-RJ). Trabalhou como jornalista no semanário A Semana de 1997 a 2016. Sócia-fundadora do Mindel Insite, desempenha as funções de Chefe de Redação e jornalista/repórter. Paralelamente, leccionou na Universidade Lusófona de Cabo Verde de 2013 a 2020, disciplinas de Jornalismo Económico, Jornalismo Investigativo e Redação Jornalística.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo