Multimédia

Jovem faz-se explodir em escola ortodoxa na Rússia

Um antigo aluno de uma escola ortodoxa russa “fez-se explodir” no edifício adjacente à escola, um convento na região de Moscovo, ferindo pelo menos um colega, avança a agência France-Presse. O ataque ocorreu na escola ortodoxa próxima do Convento Vvedensky Vladytchny, na cidade de Serpukhov, região de Moscovo.

Um ex-aluno de 18 anos desta escola entrou e fez-se explodir e, de acordo com os primeiros dados, ficou ferido, bem como um adolescente de 15 anos”, disse o Ministério do Interior. “Os polícias retiraram a equipa docente e os alunos”, continuou o ministério, referindo que o balanço estava a ser “esclarecido”.

Segundo o governador regional, Andrei Vorobiov, “as crianças feridas estão a ser vistas pelos médicos, não têm a vida ameaçada”.

Fonte da polícia disse que o jovem que fez explodir a bomba morreu devido à perda de sangue. “Segundo informações preliminares, o jovem que detonou o explosivo caseiro morreu depois de ter perdido uma quantidade enorme de sangue”, revelou.

As agências de notícias russas Ria Novosti, Tass e Interfax  adiantaram, citando fontes policiais anónimas, que o atentado causou sete feridos. Refira-se que este tipo de ataques a escolas têm aumentado nos últimos anos, especialmente tiroteios, tendo o Presidente Putin endurecido as leis sobre porte de armas.

Fonte: TSF

Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo