Economia

Organização faz balanço positivo da 9ª edição do Kavala Fresk Feastival

A Mariventos, responsável pela organização da 9ª edição do Kavala Fresk Feastival, que aconteceu em um novo formato para respeitar as exigências decorrentes da Covid-19, mas manteve a mesma essência, faz um balanço positivo do certame. Conceição Delgado garantiu, em conferência de imprensa, que esta foi uma edição histórica e que a experiência diferente, mas inovadora, vai garantir que a 10ª edição do KFF a ser apresentada em breve, vai trazer muitas novidades que irão agradar os mindelenses.

“Foi um grande desafio para a organização e para a ilha de São Vicente realizar este festival e o balanço é positivo, tendo em conta que os objectivos traçados, o plano criado, a segurança e logística projectada foram cumpridos, mas também pelo feetback que recebemos da Delegacia de Saúde, da Polícia Nacional e Marítima. Respeitamos todas as regras impostas pela pandemia da Covid-19”, afirmou Conceição Delgado, que destaca ainda o facto de as actividades programadas terem sido realizadas, com adaptações ao novo formato, mas mantiveram a sua essência.

A título de exemplo, prossegue esta responsável, a Mariventos desafiou os restaurantes a estarem presentes, com o desafio de estarem no seu espaço e de criarem animação de forma atrair os clientes e resultou. “Tivemos 16 restaurantes inscritos e 15 conseguiram adaptar-se ao novo formato. Destes, a percepção que tivemos é que gostaram de estar no seu espaço porque os clientes passaram a conhecer os restaurantes e suas ementas. Isso para nós é muito bom porque um dos objectivos que queríamos era criar um roteiro gastronómico. Acho que a partir daqui será possível fazer muito mais em termos de promoção gastronómica e de animação da cidade do Mindelo”, aponta.

Mas o ex-libris desta edição do KFF foi a abertura, no dia 23, no Mercado da Rua de Lisboa com o “Cavala na Mercado”, que foi desafiante para as vendedeiras, para a organização e para os chefs convidados, refere. “O público presente e mesmo quem assistiu em casa se deliciou com os nossos chefs, pessoas que gostam de cozinhar. Fomos verdadeiramente surpreendidos. Igualmente fomos surpreendidos com o Culinária para Criança com o Chef Lamine, que foi um excelente professor e ensinou os participantes a gostarem de comida saudável, produtos frescos nacionais.”

No “Cavala ne meio Mar”, diz São Delgado, foi reduzida para metade a lotação do catamarã normalmente utilizado para esta actividade e também o número de voltas de três para duas. A animação musical do percurso pela Baía do Porto Grande ficou por conta de Baú e Gabriela Mendes e a degustação de petiscos de peixes foi em cestos personalizados, feitos de folhas de bananeiras. “Tivemos ainda natação na Lajinha, em parceria com a Associação Regional de Natação de S. Vicente e participação especial de um futuro atleta. Esta experiências nos desafiou a incluir mais actividades desportivas náuticas para crianças nas próximas edições”, acrescentou.

A 9ª KFF terminou nos restaurantes, que fecharam às 23h com um jantar. Foram três dias de muita participação e movimento, alguns com maior afluência, consoante a dinâmica de cada um. Para São Delgado, este foi mais um repto aos restaurantes para terem incentivos e dinâmicas dentro dos seus espaços para garantir a presença dos clientes.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo