Economia
Tendência

CVI abre inquérito interno sobre problemas no transporte marítimo entre Santiago e Maio

A CV Interilhas abriu um inquérito para apurar os factos denunciados por clientes e utilizadores da linha Santiago – Maio, que provocaram muitas críticas principalmente da parte de comerciantes maienses que se mostraram insatisfeitos com o serviço marítimo. Estes denunciaram na comunicação social que as cargas estavam a demorar a chegar ao Porto Inglês provocando-lhes muitos prejuízos.

A empresa veio agora anunciar que vai investigar a situação e promete produzir um relatório a curto prazo sobre os resultados da mesma para dar conta das recomendações e procedimentos operacionais a serem integrados.

Entretanto, a CVI assume que o serviço de transporte de mercadorias entre Santiago e Maio tem registado diversas perturbações e interrupções operacionais, por causa tanto das más condições do mar que se fez sentir nas últimas semanas como das avarias de navios da sua frota. “A CV Interilhas assegura que está a tomar as medidas necessárias para que o navio Liberdadi entre novamente em operação até ao final desta semana, esperando desta forma resolver os constrangimentos ainda existentes e normalizar as suas operações“, informa a transportadora, adiantando que, deste modo, todos os itinerários respeitantes a todas as ilhas voltarão a contar com a “previsibilidade, pontualidade e regularidade habituais”.

Em nota, a companhia diz lamentar os transtornos causados e reafirma a sua disponibilidade em assumir as responsabilidades advenientes das falhas registadas. Reitera que tudo continuará a fazer para dar resposta a todas as solicitações dos comerciantes e passageiros, tendo como prioridade a qualidade do serviço prestado e a sua satisfação.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo