Economia
Tendência

24ª edição da FIC marcada para Novembro, apesar da pandemia da Covid-19

A 24ª edição da Feira Internacional de Cabo Verde vai acontecer no mês de Novembro, apesar das incertezas provocadas pela pandemia da Covid-19, que ainda constitui uma ameaça para o mundo. Mesmo limitada pelas imposições próprias deste momento especial, a exposição ficou agendada de 21 a 28 de Novembro na cidade da Praia, o maior epicentro da Covid-19 neste momento no país, sob o lema “Cabo Verde e as oportunidades em tempos de crise”.

Segundo Gil Costa, gestor da FIC com sede  na cidade do Mindelo, o mundo inteiro está atento à dinâmica da doença, mas esperançado na descoberta de uma vacina, o que tem encorajado os homens de negócio e instituições de promoção empresarial a procurarem alternativas inovadoras para conviver neste novo conceito mundial de normalidade. “Isto nos impele a trabalhar na organização de mais uma edição da FIC, ainda que seja em condições especiais de acesso, permanência e circulação de pessoas”, enaltece Gil Costa, assegurando que a organização do evento será delineada com base nas indicações das autoridades sanitárias.  

O convite já foi lançado aos potenciais expositores, mais precisamente exportadores, revendedores, distribuidores, importadores e prestadores de serviço de e para a África, com o propósito da FIC de promover negócios, transferência de conhecimento e parcerias. Certo, conforme a organização, é que a pandemia veio frear as dinâmicas económicas das linhas tradicionais de abastecimento, produção e mercados de comercialização, o que, em contrapartida, representa em si oportunidades de negócio.

Gil Costa está confiante numa boa participação das empresas na FIC-2020. Como diz, algumas sociedades já fizeram pré-reserva de stands e acredita que estarão presentes, apesar do cenário da Covid-19. Este ano foram suspensas, entretanto, a Expomar e a Feira de Automóvel.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar