Desporto
Tendência

Desportistas criticam encerramento de ginásios em SV e confrontam medida com reabertura de discoteca e glomeração nas campanhas políticas

A ordem da IGAE de encerramento dos ginásios em S. Vicente por tempo indeterminado, devido ao aumento de casos de Covid-19 na ilha, provocou uma onda de indignação nas redes sociais dos usuários desses espaços desportivos. As críticas são muitas e na sua maioria fazem comparações entre medidas que consideram no mínimo contraditórias, se o objectivo é mesmo combater a propagação do novo coronavírus. Por exemplo, muitos não entendem como os ginásios são encerrados ao mesmo tempo que aparece uma discoteca a anunciar a sua reabertura esta semana. Enquanto uns aplaudem, outros consideram um contrasenso. “Fechar ginásios e abrir boates, não entendo esta cena”, comentou Josimar Ferreira.

Como é natural, muitos fazem comparações entre o ambiente de treino criado nos ginásios – que delimitaram o número de pessoas, criaram novos horários de treino e implementaram nova medidas de higiene – com o comportamento dos partidos politicos neste período de campanha eleitoral. Chegam mesmo ao ponto de republicar fotografias de aglomerações provocados pelas candidaturas nos contactos com o eleitorado nas diversas localidades.  “Para não falar dos torneios e convívios promovidos pelos partidos políticos e candidatos à presidência das Câmaras Municipais, tudo à caça de votos. Se calhar a Covid-19 também já se saturou dos partidos políticos e anda a fugir deles, por isso não há risco em fazer essas e outras atividades”, ironiza Aquilino Fortes.

Amália Cruz desafia igualmente os agentes de autoridade a acabarem com as festas e dispersar as pessoas que andam atrás das batucadas e dos políticos ou então exigir o afastamento dos banhistas nas praias. “Neste caso os ginásios são os menores de todos os perigos, desde que tomem as medidas necessárias”, entende essa internauta.

Entretanto, para Herberto Rodriguez, o maior centro de aglomeração tem sido a porta dos bancos, “com a agravante de isso ser diário e rotineiro”. “Já tinha dito que a IGAE não ousaria mexer com os mandões do sistema pelo que lanço aqui tal desafio. Haja coragem e competência!”, comenta.

Os ginásios reabriram as portas, mas foi sol de pouca dura. Com o aumento dos casos de Covid-19 em S. Vicente voltaram a ser fechados por tempo indeterminado.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo