Desporto
Tendência

Seven Stars empata com AS Mande com dois golos de Irlanda Lopes no segundo tempo

O Seven Stars empatou esta tarde a duas bolas com a AS Mande no jogo estreia da Liga dos Clubes Campeões Africanos em futebol feminino, que decorre na cidade do Mindelo de 24 a 30 de julho. Ao intervalo, a formação cabo-verdiana estava a perder por dois a zero, mas conseguiu dar a volta ao placar e chegar ao tento do empate aos 90 minutos da partida. Irlanda Lopes foi a heroína da equipa campeã nacional ao marcar os dois golos.

“Entramos bem no jogo, entretanto sofremos o primeiro golo e descaímos. Com o segundo golo ficamos ainda mais em baixo, mas regressamos na segunda parte mais confiantes e conseguimos o nosso objectivo”, analisa Irlanda Lopes. No próximo embate, contra o clube senegalês AS Dakar Sacre Couer, diz a camisola 20, o foco será a vitória.

O Seven, segundo o técnico Gilson Rocha, entrou no jogo com muita pressão em cima dos ombros. Primeiro porque estava sem grande ritmo competitivo, devido a ausência de torneios; segundo, é estreante nessa competição e não conhecia a equipa adversária. “Sofremos dois golos, mas no intervalo conversei com as jogadoras e vimos que a equipa estava ao nosso alcance. E voltamos ao jogo com outra determinação”, revela o treinador, que se mostrou satisfeito com a resposta das jogadoras.

Gilson Rocha espera agora recuperar algumas atletas que sofreram lesões musculares e jogar para ganhar na próxima partida, a ser realizada daqui a 3 dias contra a formação do Senegal.

O técnico maliano Issa Coulibaly sentiu que os três pontos escaparam a equipa por entre os dedos. A vencer por dois a zero, contava pelo menos manter o score no segundo tempo, embora ciente de que o Seven iria correr atrás do prejuízo. “Disse às minhas atletas para manterem a cabeça no jogo. Tiveram boas oportunidades de marcar no segundo período, que desperdiçaram. Saimos com divisão de pontos, agora temos de ganhar para continuarmos a sonhar com a qualificação”, disse Coulibaly, cuja equipa vai defrontar as Determine Girls Football Clube, da Libéria.

Questionado sobre o nivel do Seven Stars, o treinador da AS Mande considera que a equipa “não estaá mal”, mas precisa trabalhar mais. Aliás, Issa Coulibaly entende que o futebol feminino está em processo de desenvolvimento da zona oeste africana, pelo que os países desta região precisam intensificar o ensino da modalidade, de preferência começando o trabalho nos escalões de formação. 

No segundo jogo do dia, as meninas do Senegal sairam vitoriosas sobre as adversárias da Libéria por duas bolas a uma, pelo que a AS Dakar Sacre Couer lidera a prova neste momento.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo