Desporto
Tendência

Mindelenses vão levar “tubarões azuis” ao estádio com batucada: Bubista agradece e diz que SV tem fama de saber apoiar a seleção

Os mindelenses vão acompanhar os “Tubarões azuis” à arena do estádio Adérito Sena amanhã à tarde para o jogo com a Nigéria com uma forte batucada, uma forma de canalizar a energia dos adeptos aos jogadores e contribuir para a almejada vitória. A concentração está marcada para as 12:30 em frente ao hotel Porto Grande, ou seja, duas horas e meia antes do apito inicial desse jogo de qualificação para o Mundial-2022.

O técnico Bubista agradeceu esta tarde a iniciativa, que, diz, lembra a histórica recepção dos “tubarões azuis” na cidade do Mindelo em 2013 (ver vídeo), quando a seleção estava a caminho da sua participação na CAN em Angola, liderada por Lúcio Antunes. “Lembro-me da euforia e da moldura humana que nos recebeu e ajudou bastante a seleção. S. Vicente tem fama de saber apoiar a seleção e contamos com isso, mesmo com o público fora do campo”, disse Bubista esta tarde antes do último treino da seleção para a partida com Nigéria.

Mais do que a estratégia traçada para o jogo, Bubista espera a máxima concentração dos jogadores e que estejam confiantes na capacidade da equipa. O caso Ricardo Gomes, que abandonou o estágio este sábado, já é um capítulo encerrado, “sem efeito negativo no ânimo da equipa”, pelo que o foco é conquistar os 3 pontos. Bubista sabe que Cabo Verde vai defrontar uma adversária forte, respeitada em África, mas acredita acima de tudo nos argumentos dos seus pupilos.

O avançado Ryan Mendes reconhece que a equipa cometeu alguns deslizes no jogo com a República Centro Africana, mas diz esperar uma atitude diferente amanhã. Sabe que, se Cabo Verde quer ganhar, os golos têm que surgir, mas adverte que marcar não é uma tarefa só dos avançados. “Numa equipa atacamos e defendemos juntos. É claro que os avançados têm uma responsabilidade maior, por estarem mais perto da baliza adversária, mas trata-se de um exercício colectivo”, frisa o atleta, que se mostra satisfeito por voltar a jogar no estádio Adérito Sena pela seleção, na sua terra natal.

A Nigéria está também com a mira na vitória amanhã, segundo o jogador Chidozie. Este assegurou à imprensa cabo-verdiana que a equipa está confiante, com espírito vitorioso. “Será um jogo difícil, num campo de relva sintética, que pode tornar as coisas ainda mais complicadas. Mas vamos lutar até ao fim”, assegura o jogador da formação nigeriana, que confessou estar a gostar de conhecer S. Vicente, ilha onde, diz, onde as pessoas sabem receber os visitantes e têm uma ótima comida.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo