Desporto

Mindelense “apanha” Onze Estrelas nas meias-finais: “Longe de pensar em sorte”

O Mindelense vai encarar os dois confrontos com o Onze Estrelas da Boa Vista nas meias-finais do nacional de futebol com respeito e cautela redobrada para não sofrer nenhuma surpresa, segundo Daniel Jesus, presidente do clube encarnado. “É preciso saber respeitar qualquer uma das equipas que atingiram as meias-finais. Longe de nós pensar em sorte porque nos calhou o Onze Estrelas. E temos de estar cientes de que jogar contra o Mindelense traz sempre uma motivação extra”, frisa o responsável do clube da Praia dos Botes, para quem o CSM vai certamente enfrentar um adversário difícil, mas sempre com o foco na vitória.

O Mindelense joga a primeira-mão na ilha da Boa Vista, mas, para Daniel Jesus, defrontar a equipa adversária no segundo encontro no Estádio Adérito Sena pode representar uma vantagem apenas teórica. É que, diz, nesse nível de competição há outros factores que entram na equação. Logo, para ele, a equipa encarnada terá de traçar muito bem a sua estratégia e não dar espaço para surpresas desagradáveis.

O Mindelense conseguiu o apuramento para a semifinal apesar de uma derrota com a Académica da Praia, mas, garante Dainel Jesus, esse resultado não irá influenciar a postura dos jogadores e nem beliscar o objectivo do clube que é voltar a ser campeão de Cabo Verde. “O jogo com a Académia da Praia foi equilibrado. Sofremos um golo logo no início, mas reagimos e perdemos oportunidades, tal como a equipa adversária. A Académica da Praia é ainda o campeão em título, tinha as suas esperanças em continuar na prova e um prestígio a defender”, realça o presidente dos encarnados.

Questionado se o Mindelense não correu um sério risco de ficar pelo caminho com essa derrota – caso a Académica do Porto Novo vencesse a sua congénere do Fogo e se a FCF desse provimento ao recurso à decisão do protesto ganho pelo Mindelense – Daniel Jesus diz que não trabalha com base em conjecturas. Mesmo assim afirma que, na sua óptica, o recurso da Micá do Porto Novo não iria dar frutos. “Felizmente que passamos à fase seguinte fruto dos resultados desportivos obtidos no campo.”

Conforme o sorteio das meias-finais, o Mindelense defronta o Onze Estrelas da Boa Vista, apurado enquanto melhor segundo classificado do cômputo geral, enquanto que a Ultramarina de S. Nicolau joga com o Oásis do Atlântico do Sal.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo