Cultura
Tendência

SCM prevê possibilidades imensas para músicos com a entrada do Spotify em CV

A Sociedade Cabo-verdiana de Música manifestou ontem o seu “grande regozijo” pela decisão do Spotify em abrir os seus serviços em Cabo Verde nos próximos dias. “A excelente notícia da decisão do Spotify em abrir os seus serviços no território cabo-verdiano, no quadro da expansão da sua actuação a nível mundial em mais de 80 novos mercados, foi anunciada durante o evento virtual Spotify Stream On, no dia 22 de Fevereiro, e constitui uma grande oportunidade de distribuição digital, para os músicos, autores, artistas, compositores, produtores fonográficos e editores musicais em Cabo Verde“, justifica a SCM.

Pelos dados que a sociedade dispõe, a plataforma de streaming estará presente em novos territórios de diferentes continentes e aumentará sua influência na Ásia, África, Europa e Caribe. Esta expansão, que incluirá Cabo Verde, Guiné-Bissau e Angola, irá abranger outros territórios, como por exemplo Bangladesh, Nigéria, Macau, Timor-Leste, Madagascar, etc.

Estes países, prossegue a SCM, há muito que estavam expectantes com a chegada do serviço Spotify, assim como Cabo Verde. Isto porque, conforme a SCM, os artistas passam a usufruir da possibilidade de distribuição musical digital a partir de Cabo Verde e com isso atingir um potencial mercado global de mais 300 milhões de ouvintes do Spotify. 

O Spotify é um serviço de streaming digital que dá acesso instantâneo a milhões de músicas, podcasts, vídeos e outros conteúdos de artistas de todo o mundo.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo