Laginha

IMP libera acesso a algumas praias, mas com restrições

O instituto Marítimo e Portuário apresentou na tarde de hoje o regulamento que permite acesso a 99 praias em todo o território nacional, com exceção da ilha de Santiago que ainda se encontra em Estado de Emergência. A medida, que só entrará em vigor esta semana após a sua publicação no Boletim Oficial, visa permitir que utentes possam frequentar as zonas balneares, para efeitos terapêuticos e de lazer, desde que cumpram com as normas de proteção sanitária e respeitem os horários instituídos.

Estarão espalhadas pelas oito ilhas abrangidas 99 placas, sendo 31 com proibições, 61 interdições e sete apenas para atividades náuticas desportivas. Das praias que serão abertas com restrições, na ilha de São Vicente, constam Lajinha, Cova de Inglesa, Baía das Gatas, São Pedro, Calhau e a de Salamansa e interditas Norte de Baía, Lazareto, de João d’Évora, Calheta, Saragarça, Palha Carga, Praia Grande e Tupim.

“A interdição de algumas destas praias tem a ver com a fiscalização. As praias mais próximas com acesso à cidade, temos como controlá-las, de uma forma mais eficaz e levamos em conta todos estes valores”, afirma Aguinaldo Lima, Capitão dos Portos. Nas praias em que serão permitidas o acesso as pessoas poderão praticar atividades desportivas em modo individual, como por exemplo, natação, banhos, caminhadas, corridas, treino funcional, desde que respeitem o distanciamento social, no mínimo de dois metros.

Este regulamento, que se prevê ser publicado ainda esta semana, traz ainda algumas proibições, nestes ambientes, como a comercialização ambulante de bebidas e comidas, picnics, passeios, festas, convívios, utilização de equipamentos sonoros, tendas, a pratica de jogos coletivos, atividades que envolvam troca de equipamentos e uso de ginásios e parques fitness.

As praias interditas terão uma placa esférica em que avisa não ser possível banhos ou quaisquer outras atividades, como sublinha Jandir Pina, Técnico de Segurança e Salvamento no Meio Aquático. A placa será colocada em sete zonas indicando onde poderá haver atividades náuticas desportivas.

A Abertura das praias vai ser faseada, garante o Capitão dos Portos. A medida que as autoridades da saúde forem analisando a situação outras poderão ser abertas. Estas regras, de acordo com Lima, irão perdurar enquanto houver risco de contagio. A transgressão do regulamento coloca os infratores sujeitos a multas que vão de 5 a 75 mil escudos.

Sidneia Newton (Estagiaria)

 2,693 total views,  2 views today

Partilhe esta Noticia!
Tags: No tags

One Response

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *