Atualidade

Câmaras de video-vigilância usadas pela primeira vez no Festival da Baía das Gatas 

As câmaras de video-vigilância vão estar pela primeira vez ao serviço do Festival Internacional de Música da Baia das Gatas nesta sua 38º edição, de acordo com informações avançadas pelo Comandante Regional da Polícia Nacional, João Santos, em conferência de imprensa de apresentação do Plano de Segurança Baía 2022 referente aos dias 12 a 14 e feriado de segunda-feira, 15 de agosto. No terreno, diz, vão estar entre 100 a 150 efectivos da Polícia Nacional.

De acordo com Santos, as câmeras de vídeo-vigilâncias são as grandes novidades do festival e vão estar directamente ligadas a Baia das Gatas. “Além de uma equipa constituída por quatro elementos que estarão no Centro de Comando, teremos uma equipa igualmente de quatro elementos na Baía das Gatas exclusivamente com as câmaras. Isto vai nos dar uma resposta mais célere por estar mais focalizada ao serviço do festival”, enfatizou, garantindo que todas as câmaras vão ser monitoradas. 

Outra novidade é que elas não vão funcionar como programadas, mas em função daquilo que o operacional de serviço determinar. “Temos de ter em conta que teremos um aglomerado na Baia que é preciso acompanhar de perto e de forma continuada. Se for preciso manter uma câmara mais de uma hora fixa, estaremos lá para isso. É por isso que termos operadores na Baia e no Centro de Comando.”

A par das câmaras, a PN terá equipas de transito, fixas e móveis, ao longo da estrada cidade-Baia das Gatas, equipadas com alcoômetros, responsáveis por medir o teor do álcool, principalmente nos condutores. Mas, como faz questão de frisar Santos, os peões na via pública tambémsujeitam-se a ser apanhados com esta medida. “A recomendação de bebidas alcoólicas vai também para os banhistas. Estaremos também atentos ao consumo para menores de 18 anos junto as barracas”, indica. 

Na retoma do festival ao seu formato habitual, após duas edições sem público por causa da situação pandêmica, Santos espera um grande enchente na Baía, tendo em conta que as pessoas estão com “sede”. “Quem vive em São Vicente tem verificado como as festas dos fins-de-semana tem sido procuradas, esgotando os bilhetes. Baía das Gatas não tem uma lotação fixa ou limite, mas esperamos um público enorme e é preciso que todos contribuem para que haja um ambiente de e para festa.” 

Trabalhar em conexão

Da parte da Polícia, diz, foi preparado um plano abrangente, envolvendo todo o efectivo, inclusive os agentes que estavam de férias foram obrigadas a suspender o seu descanso. Igualmente, os que estão de folga e que trabalham no período de manhã, terão de estar à noite na Baia das Gatas. Ou seja, no seu momento de folga terão de trabalhar, informa o Comandante Regional, realçando que a cidade não ficará desguarnecida, tendo em conta que o plano engloba Mindelo-Baía das Gatas. 

Neste sentido, vai ser instalado na Baía um Posto de Serviço para receber denuncias, mantendo no entanto as chamadas de emergência para o Centro de Comando, que serão posteriormente enviados para o referido posto. “Estão reunidas todas as condições para garantir a segurança nos três dias do festival e na segunda-feira, que é feriado. O nosso plano não é isolado. Vamos trabalhar com todas as forças, nomeadamente com a CMSV, no caso com o Serviço de Fiscalização e com os Bombeiros Municipais, mas também com a Cruz Vermelha e a Polícia Militar.”   

A PN terá três viaturas a fazer patrulha, viaturas fixas e pessoal apeado na praia, junto as barracas, para além de agentes a paisana. Segundo Santos, dos mais de 200 efectivos da corporação, mais de metade vão estar na Baía das Gatas, por turnos. Entretanto, apesar de todo este aparato, João Santos pede as pessoas para terem cautela, transitar apenas nas bermas de estradas que lhes dê garantia de visibilidade, e evitar andar muito próximo da via pública. Aos condutores, que façam uso da estrada da melhor forma e garantam que os seus passageiros viajam em segurança. 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo