Atualidade

Arranca hoje a Universidade Africana da Juventude em S. Vicente com centenas de participantes

Centenas de jovens, decisores, especialistas e representantes institucionais estão na cidade do Mindelo para participarem na 8ª edição da Universidade Africana da Juventude e Desenvovimento. O evento tem abertura oficial esta manhã pelo ministro Carlos do Canto Monteiro, responsável pela área da Juventude e do Desporto, na Faculdade de Educação e Desporto, e irá decorrer até o dia 25 deste mês.

O encontro tem como lema “Construir instituições eficazes, responsáveis e inclusivas” e, conforme nota da Chefia do Governo, esta é a terceira vez que acontece em S. Vicente. A ilha, acrescenta o comunicado remetido à redação do Mindelinsite, foi palco da UJD na quarta e quinta edições, em 2012 e 2013.

A UJD, diz a citada nota de imprensa, é Universidade de Verão mais antiga, que representa um centro internacional para reuniões, defesa da juventude e intercâmbo de boas práticas desde 2000. “Este ano, sua promoção em Cabo Verde surge como estímulo para a criação de redes entre os jovens do país e da diáspora”, acrescenta.

A iniciativa vem reforçar o programa do governo YouthConnekt – Cabo Verde, que conta com o apoio do Escritório Conjunto das Nações Unidas (PNUD, UNICEF, UNFPA) que procura reforçar o empoderamento dos jovens. Salienta o comunicado que o YouthConnekt está alinhado com a Agenda 2030, ao PEDS, a Agenda Africana 2063 e ao UNDAF 2018-22.

O programa está também ancorado ao IDJ enquanto iniciativa inovadora, holística e integrada, que permite aos jovens, mulheres e homens com idade compreendida entre os 15 e 35 anos estejam conectados com líderes, grupos de pares, habidades e recurso para promover oportunidades de emprego, empreendedorismo e empregabilidade dos jovens. E tem ainda como foco incentivar networking, desenvolver mecanismos que favoreçam a participação política, cívica e voluntária dos adolescentes e jovens.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo