Social

Tribunal proíbe nigeriano suspeito de tráfico de droga de sair do país

O Tribunal da Comarca de São Vicente decretou proibição de saída do país a um cidadão natural da Nigéria detido na passada sexta-feira, suspeito de tráfico de droga. Este terá ainda de apresentar periodicamente às autoridades. Já na ilha da Boa Vista, um indivíduo suspeito de vários crimes, inclusive um de homicídio agravado e um de homicídio simples, ambos na sua forma tentada, foi mandado para a prisão preventiva.

O indivíduo de 41 anos foi detido fora de flagrante pelo Departamento de Investigação Criminal do Mindelo (DICM), em cumprimento de um mandado do Ministério Público da ilha do Sal. Era procurado há mais de um ano, suspeito da prática de crime de tráfico de estupefacientes.   O suspeito, que antes residia em Santa Maria, ao se aperceber que havia contra si investigações em curso pelas autoridades no Sal, que resultaram, na apreensão de estupefacientes, abandonou o país, rumo à Dakar. Regressou recentemente ao país e fixou residência em São Vicente.

Presente às autoridades para primeiro interrogatório foi-lhe aplicado como medida de coação apresentação periódica e interdição de saída do país.  Já na Boa Vista, também em cumprimento do mandado do Ministério Público, foi detido na quinta-feira, no bairro da Boa Esperança, um indivíduo do sexo masculino, de 28 anos, suspeito de vários crimes, entre os quais um de homicídio agravado e um homicídio simples, ambos na sua forma tentada.

Este é ainda suspeito de dois crimes de ofensas simples à integridade, dois de posse de armas, um de ameaça de morte, um de dano e um de Violência Baseada no Género, cometidos nos anos de 2017 e 2021. O indivíduo foi presente ao Tribunal, que aplicou prisão preventiva como medida de coação.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo