B4Social

Tribunal do Sal aplica preventiva a alegado testa-de-ferro de Nicolás Maduro

O Tribunal da Comarca do Sal decretou a prisão preventiva ao empresário Alex Saab Morán, alegado testa-de-ferro do presidente Nicólas Maduro pelos Estados Unidos, acusado de subornar as autoridades venezuelanas e de lavagem de dinheiro. A detenção de Saab aconteceu na última sexta-feira após a activação do alerta vermelho da Interpol.

A prisão deste empresário em solo crioulo, que surpreendeu os cabo-verdianos, resultou de uma operação da Interpol em conjunto com a policia cabo-verdiana, cumprindo um mandado de captura internacional. Foi-lhe decretado a prisão preventiva e, segundo fontes do Tribunal, vai-se dar início agora ao processo de extradição.

A noticia da detenção de Alex Saab fez manchete nos principais órgãos de imprensa internacional. A estação de televisão CNN, por exemplo, confirmou esta prisão e citou a Policia Nacional da Colombia, que indicava que o empresário estava sob alerta vermelho da Interpol. Naquele país sul-americano, Saab enfrenta varias acusações criminais. 

Já na Venezuela, uma declaração do Departamento do Tesouro indica que o empresário beneficiou de contratos sobrevalorizados, apropriou-se de recursos milionários destinados à compra de alimentos e participou de outras operações ilícitas, nomeadamente com ouro.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar