Social

Sindicatos e profissionais da Saúde pedem mais atenção ao sector em tempos de pandemia da covid-19

Os profissionais da Saúde e os sindicatos dos Trabalhadores da Administração Pública (Sinstap) e dos Médicos (Sinmed) avançaram ontem no Mindelo, em conferência de imprensa, que decidiram endereçar uma exposição aos diferentes Partidos Políticos, alertando-os para os problemas que afetam a classe médica e dos profissionais de saúde de uma forma geral manifestando as suas preocupações para os desafios que o Serviço Nacional de Saúde vai enfrentar num muito próximo.

Segundo Luís Fortes (Sintap, nos últimos três anos os sindicatos e a classe médica têm avançado com várias propostas para a resolução de algumas questões junto da tutela, mas o Ministério da Saúde vem faltando para com os compromissos assumidos e rubricados, não demostrando interesse pela resolução dos problemas. E ultimamente remeteu-se ao. “Temos estado em discussões e negociações com o ministério da Saúde desde 2015, tentando de forma saudável manter o diálogo para resolução de diversos aspectos que afectam a classe médica”, refere este sindicalista.

Na carta enviada aos partidos políticos, estes deixam claro que a sua preocupação não se restringe a defesa legítima dos seus direitos. A classe, diz Fortes, está profundamente preocupada com a situação do Serviço Nacional da Saúde, com os desafios que se lhe colocam e com riscos para a sua estabilidade e equilíbrio. “O Sintap, o  Sinmed e a classe dos profissionais da saúde estão atentos, preparados e à altura dos desafios que se apresentarão, sempre disponíveis para defender a saúde e os profissionais desta classe”, declara o representante da Sintap.

Para um bom funcionamento deste sector, adverte, o partido vencedor das próximas legislativas e também os da oposição deverão garantir mais desenvolvimento e investimento na Saúde, Planeamento e Recursos Humanos.

Lidiane Sales (Estagiária)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo