Social

Praia: Detido suposto burlão do empresário Braz Andrade

Foi detido ontem o alegado burlão do empresário cabo-verdiano Braz de Andrade.  A informação é avançada pelo jornal A Nação, que indica como fonte o próprio Braz, que diz esperar que seja paga a dívida referente ao alojamento do individuo no Hotel Vulcão na Cidade Velha, em cerca de 1300 contos.

De acordo com o jornal, Braz de Andrade confirmou que o suposto burlão foi detido ontem, segundo informação judicial. Este destaca a ação rápida das autoridades. “Agora espero que ele seja obrigado a me pagar o valor em dívida. Eu vi a Polícia Judiciária muito diligente nas averiguações, agora está na mão da justiça”, disse.

O empresario revelou ainda que, após a sua publicação no Facebook, ficou a saber que outras pessoas teria sido vítimas da mesma pessoa. “Afinal não é uma pessoa nova neste tipo de crime. Já tentou aldrabar muitas pessoas”, acusou.

Braz de Andrade, recorda-se, divulgou ontem no Facebook, que foi vítima de burla, supostamente perpetrada por um estrangeiro interessado na compra do Hotel Vulcão. Na publicação este acusa o individuo de ter passado cheques sem cobertura para a compra do Hotel Vulcão. Este terá ainda pago de quatro meses de estadia no mesmo espaço, no valor de 1300 contos, com um cheque careca.

Esta notícia ganhou entretanto relevância pelo facto do suposto burlador ter sido apresentado ao empresario “por dois cabo-verdianos com grande responsabilidade”, escreveu a mesma fonte, que acrescentou ainda que o cidadão em causa tem tripla nacionalidade: russa, israelita e nigeriana.

Este facto obrigou a Presidência da República a reagir, em comunicado, negando que o envolvimento dos seus assessores de imprensa e solicitando que seja divulgado o nome do envolvido.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo