Escolha do EditorSocial
Tendência

Poste de electricidade “explode” e deixa moradores da Av. Invicta cerca de 24h sem energia

Um poste de electricidade da Electra colocada na avenida Cidade Invicta do Porto, na Ribeira Bote, “explodiu” na tarde de ontem, provocando um grande estrondo e algumas labaredas de lume e fumo. Por conta disso, os moradores dessa zona estão sem energia eléctrica há quase 24 horas. Uma equipa da Electra já está no terreno para fazer a reparação, mas tudo indica que este é um trabalho que se vai estender por mais algumas horas. 

A acumulação de água nos fios terá estado na origem da “explosão”, que consumiu a caixa e todos os cabos de electricidade que abastecem as casas da redondeza. Hoje, por volta das 9h30 a Electra enviou uma equipa para constatar os danos e fazer a reparação, mas, ao que conseguimos apurar, esta é uma intervenção que deverá prolongar-se por mais algumas horas. Os moradores continuam na expectativa por causa dos prováveis prejuízos resultantes de várias horas sem energia eléctrica.

Entretanto, os prejuízos causados pela chuva não são de grande monta, como faz questão de frisar o vereador que responde pelo pelouro da Protecção Civil da Câmara Municipal. Segundo José Carlos, tendo em conta a quantidade de chuva que caiu nos dois dias, a situação é tranquila, excepto para algumas famílias que moram em casas sem condições, que tiveram de ser realojadas. 

“Na zona de Alto de Bomba, por exemplo, foram identificadas dez famílias que moravam em casinhas. Estas ficaram completamente alagadas e tivemos de realojar estas famílias em escolas. Uma família está na escola Luis Morais e estamos em contacto com a delegação do Ministério da Educação porque, em princípio,  vamos colocar estas famílias em escolas mais perto das suas zonas. Também temos quatro pessoas acomodadas nas instalações dos Bombeiros Municipais”, detalha. 

O vereador informa ainda que uma família da zona de Espia e outra de Vila Nova também foram deslocadas pelas mesmas razões, ou seja, casas sem condições de habitação. “Tivemos ainda algumas ocorrências corriqueiras, nomeadamente acidentes e viaturas imobilizadas nas estradas que tivemos de remover. Felizmente foram basicamente perdas materiais e alguns feridos ligeiros resultantes de quedas. Houve também alagamentos na Praça Estrela e na rotunda da Lajinha, mas os canais de drenagem cumpriram o seu papel. Estamos neste momento a fazer a desobstrução por conta das pedras que invadiram a estrada”, detalha José Carlos. 

Apesar destes percalços, o autarca faz um balanço “positivo” do trabalho da Protecção Civil, tendo em conta a quantidade de chuva registada.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo
Fechar