B5Social

Nenhum suspeito ainda detido pelo assalto à mão armada na CECV

A Polícia Judiciária garante, 24 horas depois, que ainda ninguém foi detido pela autoria do assalto à mão armada ocorrido no início da manhã de ontem na agência da Caixa Económica de Cabo Verde em Fonte Cônego, em São Vicente. O crime foi cometido por um indivíduo que chegou na agência de moto, entrou no banco e saiu com cerca de mil contos, depois de efectuar pelo menos três disparos com uma arma de fogo.

Surpreendidos com a ousadia do assalto, feito em plena luz do dia, a direcção da Caixa Económica em S. Vicente, a Polícia Judiciária e a Polícia Nacional recusaram prestar qualquer informação ontem, não obstante o grande aparato no terreno. Desde esse dia que está a ser apontado um suspeito nas redes sociais, que alegadamente terá sido identificado através de imagens do circuito de vigilância interno daquela agência bancária. Além disso correm rumores que a motorizada utilizada para facilitar a fuga foi também reconhecida por testemunhas oculares. 

Na sequência dos acontecimentos, o artesão mindelense Jorge Gomes publicou na sua página um desabafo criticando uma abordagem feita pela Polícia Nacional, que, conforme relata, chegou ao seu ateliê em duas viaturas, facto que terá chamado a atenção de muitas pessoas. De acordo com Gomes, os agentes foram ao seu local de trabalho, na rua 24 de Setembro, para ver se era ele o autor do roubo. Isto porque, conta, desceu do autocarro com um envelope nas mãos que continha uma máscara. 

“Um simples civil a desviar a investigação dos policiais por causa de um envelope amarelo com uma máscara. O assaltante fugiu de moto com capacete e eu nem sequer sei andar de moto”, escreveu, dizendo que ficou triste e envergonhado com a actuação da PN que, diz, estragou o seu dia. A publicação mereceu resposta de um agente da Polícia Nacional, que explicou que receberam uma denúncia e foram investigar, inclusive foram para o local acompanhados do denunciante. Perante os factos, este agente entende que a PN não tem razão nenhuma para pedir desculpas ao artesão.

O Mindelinsite abordou a Policia Nacional esta manhã, que remeteu qualquer esclarecimento sobre este caso à PJ. Entretanto, a Judiciária negou ter detido qualquer pessoa até o momento. Esta polícia de investigação garantiu que estão a trabalhar em permanência no terreno para resolver o caso. Entretanto, essa fonte da PJ confirma que o meliante conseguiu levar cerca de mil contos do banco. 

Mostrar mais

Artigos relacionados

3 Comentários

  1. Estive lá hoje e vi que nada mudou, o mesmo tipo de de segurança, um homem com um pau. Espécie de liderança é essa dessa caixinha económica… Pena dos funcionários

  2. Plicia judiciara tem capacidad pa dscubri alguma coz? Se caixa te conta c’esh pa panha ladrao entao esh pode ba te spera sentod.

  3. HAHAHAHAHAHA!!! A Polícia recebeu uma denuncia e foram averiguar?? Mas onde estamos meus senhores? Então qualquer pessoa pode fazer uma denuncia e vocês vão logo “averiguar”? Se é assim que esta nossa polícia funciona, então estamos mesmo mal.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo