Escolha do EditorSocial

Jovem de boa aparência engana e rouba clientes em hotéis em São Vicente

Uma jovem de boa aparência, com idade entre os 24 e os 26 anos, está enganar e a roubar clientes e hotéis de São Vicente. Ao que Mindelinsite apurou, pelo menos clientes alojados em três estabelecimentos hoteleiros da ilha terão sido enganados e roubados em centenas de euros.

De acordo com informações recolhidas em um dos hotéis, os clientes são abordados pela jovem nas ruas do Mindelo. Esta conta histórias dramáticas sobre as dificuldades para prover os filhos. Sensibilizados, é convidada a acompanha-los aos hotéis, onde aproveita para fazer a “limpa”. “Conseguimos identificar a jovem e já demos conhecimento a Policia”, declara uma das fontes. 

No caso de uma das unidades de alojamento, explica a nossa fonte, os clientes têm as chaves da entrada e dos quartos. “Os nossos clientes lesados, no caso um casal com duas crianças, foram abordados por esta jovem, que pediu-lhes ajuda. No dia 16 de julho, acompanhou os nossos hóspedes ao hotel no período de manhã e regressou novamente a tarde. Levou consigo 300 euros”

A jovem voltou a abordar clientes do mesmo hotel três dias depois, desta vez sem sucesso. É que, nesta altura, os clientes já tinham sido alertados e não permitiram a sua entrada. “Temos conhecimento que o jovem já roubou clientes em outros dois hotéis, utilizando a mesma estratégia. Inclusive existem gravações de câmaras de segurança. A informação que temos é que ela ganha a confiança das pessoas se apresentando também como empregada de limpeza e deixam-na entrar”, detalha a nossa fonte, que realça que a última incursão da jovem um hotel ocorreu na sexta-feira, véspera do festival.

A jovem tem entre 24 a 26 anos e boa aparência, conforme fotos e videos entregues às autoridades por gestores dos estabelecimentos hoteleiros que tiveram os seus clientes roubados. Alegadamente vive com a mãe em Portelinha, Ribeira de Craquinha, mas anda com um grupo de jovens da Ribeira Bote. 

Várias queixas foram apresentados à Polícia Nacional, de acordo com o Comandante da Esquadra de Fonte Inês, mas ainda não foram despachadas. Aprigio Zego alega que, por conta da sobrecarga de trabalho nos últimos dias por causa do festival da Baía, algumas queixas ainda não foram apresentadas ao Ministério Público, pelo que promete prestar todas as informações à imprensa logo que possível. 

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo