Opinião
Tendência

Aumenta onda de apoio a Alex Saab

Por: Defesa de Alex Saab

Na passada quarta-feira, 22 de setembro, os protestos chegaram a Nova Iorque sob a forma de uma manifestação em frente à embaixada dos EUA para pedir a libertação de Alex Saab, no âmbito da participação do Presidente de Cabo Verde, Jorge Fonseca, na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Nos últimos meses, o crescente descontentamento do povo venezuelano e de todos aqueles que simpatizam com a situação do diplomata venezuelano Alex Saab mostrou a onda de apoio que tem recebido diariamente desde a sua detenção a 12 de junho de 2020.

Este descontentamento chegou ao povo de Cabo Verde. Um inquérito realizado nas principais cidades de Cabo Verde, Praia, Mindelo e Santa Catarina destacou que 56,8% dos inquiridos na cidade de Santa Catarina, 35,2% na Praia e 32,2% em São Vicente consideram que a decisão do Tribunal Constitucional de não reconhecer a inconstitucionalidade da decisão de extradição de Alex Saab foi incorreta.

Além disso, salientou que 60,2% dos inquiridos na Praia consideram que o Estado de Cabo Verde violou o estatuto diplomático de Alex Saab, conforme o artigo 29 da Convenção de Viena sobre Relações Diplomáticas, “A pessoa de um agente diplomático é inviolável. Não pode ser sujeito a qualquer forma de detenção ou prisão. O Estado de acolhimento deve tratá-lo com o devido respeito e tomar todas as medidas apropriadas para evitar qualquer ataque à sua pessoa, liberdade ou dignidade“, e, como vimos ao longo de todo o processo, o sistema judicial cabo-verdiano tem-se oposto ao cumprimento deste mandato.

Nova Iorque

Na passada quarta-feira, 22 de setembro, os protestos chegaram a Nova Iorque sob a forma de uma manifestação em frente à embaixada dos EUA para pedir a libertação de Alex Saab, no âmbito da participação do Presidente de Cabo Verde, Jorge Fonseca, na Assembleia Geral das Nações Unidas.

Esta manifestação, juntamente com os resultados significativos do inquérito, vem juntar-se às demonstrações de apoio a Alex Saab, tais como as manifestações maciças em Caracas e os protestos junto do Tribunal Constitucional de Cabo Verde em agosto deste ano.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo