Mundo

Vulcão Etna voltou a entrar em erupção

O vulcão Etna na Sicília, um dos mais dinâmicos da Europa, voltou a entrar em erupção e obrigou ao encerramento momentâneo do espaço aéreo na região. Alguns voos foram desviados para o aeroporto de Palermo, no sul da Itália, nesta que é a 17.ª vez que o vulcão entra em erupção desde fevereiro de 2020.

A atividade vulcânica na cratera sudeste começou ao amanhecer, causou pequenas explosões e acabou por formar uma língua de lava que se expandiu em direção ao vale do Bove, na Sicília, além da nuvem de cinzas.

Os serviços de resgate conseguiram localizar sete jovens que decidiram ir ao vulcão, atraídos pela erupção, e que se perderam no caminho que liga as duas encostas no momento em que a atividade vulcânica estava em pleno andamento.

Foram encaminhados ao refúgio Timparossa, onde aguardaram a chegada dos agentes da Guarda Florestal. Estavam assustados, mas em bom estado de saúde, segundo os meios de comunicação locais.

O Instituto Nacional de Geofísica e Vulcanologia (INGV) explicou que esses episódios eruptivos são um fenómeno típico da atividade recente do Etna. Desde 1977 houve centenas de episódios semelhantes, incluindo a sequência excecional de entre janeiro e agosto de 2000 e entre 2011 e 2013.

A erupção do Etna formou uma coluna de cinzas de nove quilómetros.

C/Notícias ao Minuto

Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo