Economia
Tendência

OMCV e Museu do Mar acolhem curso de transformação de lixo em arte

A Organização das Mulheres de Cabo Verde em São Vicente e o Museu do mar acolhem formação de transformação de lixo em arte financiada pelo Programa de Assistência Técnica PROMEB. O programa, ligado à economia azul, irá capacitar 16 jovens e divide-se em três vertentes: a capacitação, incubação e um concurso de ideias.

Esta formação procede um conjunto de atividades que vêm sendo desenvolvidas em São Vicente e ligadas ao mar como a Ocean Week, que defende a economia azul e o sector marinho, e da Feira de artesanato URDI. Outro motivo para se realizar esta formação prende-se com a taxa de desemprego elevada, devido a pandemia, e foi reestruturada para poder cumprir com as normas de segurança.

“Poderiamos contemplar 30 a 40 pessoas, mas resolvemos disponibilizar apenas 16 vagas. As aulas teóricas irão acontecer num espaço livre, como a Réplica da Torre de Belem, o museu do mar e na OMCV e lhes é facultado ainda a deslocação para São Pedro e Salamansa aonde poderão recolher lixos para ser transformado em arte”, explica Amilcar Morais, coordenador do gabinete da ProEmpresa em São Vicente. De acordo com esta fonte, o importante é que, além da sensibilização para o mar e fazer a economia circular, irão sair unidades de negócio para o auto-emprego .

Esta formação tem o artista Beto Diogo como o formador principal e o projeto Simili.  “Simili foi, aliás, um dos primeiros projetos a ser contemplado num concurso de ideias do Promeb e neste momento estão a ser contemplados com assistência técnica, atraves da encubaçao. Tem feito trbalos em parceria com a OMCV e com algumas unidades de produção em Salamansa”, acrescenta Morais.

O programa PROMEB surgiu de um acordo tripartido FAO, Banco Africano de Desenvolvimento e o Governo de Cabo Verde, e é liderado pela direção de recursos marinhos.  A Proempresa faz a gestão do projeto.

Esta não é a primeira ação em São Vicente desenvolvida por este programa que já tinha sido contemplada com uma formação de mergulho, com jovens de zonas periféricas.

O curso de transformação do lixo em arte tem uma carga horária de 72 horas, termina a 22 de Dezembro. O Promeb tem perspectivas de novas dinâmicas para 2021, com capacitação, incubação e concurso de ideias, que será brevemente anunciado.

Sidneia Newton

Mostrar mais

Artigos relacionados

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo