Economia
Tendência

Jovem-mãe faz donetes de diferentes sabores para vencer desemprego em tempo de crise

A jovem Joceline Freitas, mindelense e mãe desempregada, viu na confeção de donetes “artísticos” e de diferentes sabores uma alternativa para driblar o desemprego e a crise provocada pela pandemia da Covid-19. Paralelamente, esta mulher de 29 anos está a realizar o sonho de trabalhar em confeitaria, sua paixão.

“Jo” como é carinhosamente chamada, confessa que a crise a pegou em contramão. Ficou desempregada e teve de se “virar” para garantir o sustento da família. Decidiu então concretizar o seu sonho de gerar rendimento trabalhando no que gosta, ou seja, com confeitaria.

Ao Mindelinsite, esta jovem residente na Bela Vista conta que concluiu o 12º ano de escolaridade na Escola Industrial e Comercial do Mindelo. Cursou-se em Artes Gráficas e decidiu depois reforcar o seu curriculo com uma formação profissional na EHTCV-Escola de Hotelaria e Turismo de Cabo Verde.

Com o término da formação, começou a trabalhar como ajudante de cozinha em hotéis e restaurantes em S. Vicente e também na ilha do Sal. Devido a pandemia ficou desempregada e resolveu abrir o seu próprio negócio de confecção e venda de donetes caseiros e personalizados. Paralelamente, faz jantares para amigos, sobretudo para grupos pequenos.

“Trabalho na minha casa. As pessoas fazem as suas encomendas através de uma página que criei no Facebook, com o nome de Casa da Jó. Faço entregas a domicílio”, diz, acrescentando que, por enquanto, trabalha sozinha, contando apenas com a ajuda esporádica da irmã. No entanto, caso o negócio continuar a evoluir favoravelmente, espera contratar alguma ajudante.

Lidiane Sales (Estagiária)

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo