Desporto
Tendência

Enapor torna-se patrocinadora “silver” da seleção de Cabo Verde no mundial de andebol

A Enapor tornou-se a patrocinadora “silver” da seleção de Cabo Verde que vai disputar o mundial de andebol Egipto-2021, no mês de Janeiro. O valor não foi anunciado, mas o administrador do IDJ Graciano Senna garantiu ao Mindelinsite que o montante é sigificativo porque vai ajudar grandemente na mobilização dos mais de 40 mil contos orçados para a competição.

Segundo o administrador Alcídio Lopes, a Enapor vê nesse evento uma oportunidade para ajudar a proporcionar as melhores condições de actuação dos atletas nesse maior palco da modalidade e frisou que esse gesto enquadra-se na política de responsabilidade social da empresa. “A Enapor faz da resposnabilidade social uma ferramenta importante de comunicação e, utilizar o desporto para esse objectivo, é um grande ganho. Nesse sentido, entendemos que este acto é uma forma de mostrar a nossa solidariedade, valorizar os nossos desportista e criar as condições para que as nossas actuações tenham a dignidade necessária nesse grande evento”, referiu Lopes, salientando ainda que, ao associar a sua imagem ao mundial de andebol, a empresa está a cumprir também um do seu papel, que é ligar Cabo Verde entre si e criar a ponte entre o país e o mundo.

Em representação do Instituto do Desporto e da Juventude, o administrador Graciano Senna enalteceu a importância da assinatura desse protocolo que, nas suas palavras, vai ter um impacto significativo na qualidade da participação de Cabo Verde nesse campeonato, que acontece de 13 a 31 de Janeiro. Senna lembrou que Cabo Verde é um país pequeno e que muitas vezes fica em situações de desconforto nas provas internacionais. Para o Mundial do Egipto, frisa, vai defrontar adversários como a Alemanha e a Hungria e não é fácil estar em pé de igualdade com esses países.

A assinatura do protocolo aconteceu antes do arranque da mesa redonda “Desporto, em São Vicente”, que visou analisar o estágio do desporto na ilha e discutir as estratégias para a consolidação e desenvolvimento do sector na Ilha. O encontro foi moderado por Cardoso da Silva e contou com a presença dos profesores Arlindo Silva, Eduarda Vasconcelos, Silvestra Brito, os atletas Rodrigo Mascarenhas, Américo Lopes e Nilza, dirigentes das Federações de Xadrez e Ténis e dirigentes de algumas associações regionais da ilha. Em debate estiveram os temas “A sustentabilidade e sobrevivência dos clubes desportivos”; “O desporto feminino” e “O Desporto e a Autarquia”.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo