Desporto

Covid continua a baralhar as contas à seleção, mas Tubarões-Azuis estão confiantes para o jogo com Burkina Faso

A Covid-19 continua a baralhar as contas à seleção de futebol, num jogo de gato e rato. A cada teste à comitiva, a disponibilidade dos jogadores sofre uma mudança. É neste cenário de incerteza que a equipa técnica tem estado a gerir o plantel disponível, embora outras equipas presentes na CAN estejam também passando por esse problema. Por exemplo, cinco atletas do combinado da Guiné-Bissau testaram positivo e ficaram de fora do primeiro jogo com o Sudão.

Apesar de estar concentrado na preparação para o confronto de amanhã com Burkina Faso, a contar para a segunda jornada do grupo A, o técnico-adjunto, que substitui Bubista por estar ainda infectado, não irá contar com todos os futebolistas. Em comunicado, a FCF informa que os jogadores Keven Ramos, João Paulo, Nuno Borges e Gilson Tavares continuam indisponíveis por estarem ainda contaminados com o vírus. Além disso, Nuno Borges está em isolamento e Steve Furtado em tratamento médico devido a uma lesão.

Mesmo assim, os Tubarões-Azuis partem para essa partida motivados e confiantes. Ontem efectuaram mais um treino no anexo ao Estádio Olembe, com o regresso ao activo de Nenass. Este atleta recuperou-se da Covid-19 e confessou ter ficado feliz com a notícia. Nenass realça que foi para ele um momento triste quando soube que apanhou Covid-19 na cidade da Praia. “Passar todo o tempo na Praia a correr da Covid, depois apanhar o avião e pensar que está a salvo, e já nos Camarões fazer um teste rápido para dar positivo é um balde de água fria. Por isso saltei de alegria quando testei negativo, senti um grande alívio”, disse ao canal de comunicação da FCF.

O jogador adiantou que ter a oportunidade de fazer a sua estreia numa CAN e, em vez disso, ser obrigado a ficar de quarentena, é frustrante. Por isso valoriza ainda mais o facto de estar livre do vírus e poder fazer aquilo que mais gosta, jogar futebol.

Lisandro Semedo foi outro jogador que se manifestou aliviado com a sua recuperação. Como disse, apanhar Covid-19 é algo desagradável. Segundo este atleta, vinha com os treinos em cima e de repente viu-se obrigado a mudar os seus planos e sem ter nenhum sintoma. “É complicado ficar fechado no quarto, mas o importante é estar de volta”, salienta Lisandro que perspectiva um jogo bem disputado entre Cabo Verde e Burkina Faso. Isto porque, diz, ambas equipas sabem o quanto é importante conquistar os 3 pontos nesta fase.

Ontem estiveram no treino Vozinha, Márcio da Rosa, Élber Évora, Stopira, Steven Fortes, Roberto Lopes ‘Pico’, Dylan Tavares, Jeffry Fortes, Diney Borges, Delmiro Nasimento, Kenny Rocha, Jamiro Monteiro, Patrick Andrade, Nenass, Garry Rodrigues, Vagner Dias, Willy Semedo, Lisandro Semedo e Júlio Tavares. Já Ryan Mendes fez testes funcionais, enquanto Marco Soares efectuou um treino ligeiro sob observação médica.


Cabo Verde defronta nesta quinta-feira, 13 de janeiro, a seleção do Burkina Faso, para o jogo da segunda jornada do grupo A, do CAN 2021, que decorre nos Camarões.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo