Desporto
Tendência

Betinho vence prémio “Atleta da década” em PT e aguarda agora votação para “Atleta de alta competição” do Benfica

O basquetebolista Betinho Gomes continua a colecionar títulos colectivos e individuais na sua carreira desportiva. Depois de distinguido como “Atleta da Década” 2010/20, aguarda agora o resultado da votação para os galardões Cosme Damião na categoria “Atleta de Alta Competição” a ser atribuído internamente pelo clube Benfica. O jogador cabo-verdiano disputa esse prémio com mais cinco concorrentes das modalidades de futsal feminino, hóquei em patins, andebol masculino, voleibol masculino e triatlo. 

Ainda Betinho não sabe quando será revelado o vencedor dessa distinção, mas mostrou-se pouco ou nada preocupado com isso. “Para mim o mais importante são os títulos colectivos, saber que o meu clube alcançou os objectivos traçados e que contribuí para isso. Os prémios individuais surgem por arrastamento, mas não constituem em si uma meta pessoal”, assegura o número 15 do Benfica.

Apesar dos seus 36 anos de idade, Betinho sente-se em plena forma física e ainda num processo técnico evolutivo. Como enfatiza, na vida e no desporto aprende-se algo novo a cada dia. “Aprendo com os meus treinadores e com os meus colegas, que me ajudam a dar o meu melhor”, salienta Betinho.

Esta época, diz, está a ser atípica para o Benfica, que se encontra neste momento na quarta posição da tabela. A seu ver, o clube sentiu os efeitos da Covid-19 e de outras situações que afectaram o desempenho dos jogadores. Revela que el próprio foi contagiado pelo coronavírus e isso reduziu bastante a sua condição física no arranque da temporada. Porém, longe do atleta pensar em atirar a toalha ao chão.

Em princípio, o campeonato português termina no início de junho e logo de seguida o jogador regressa a Cabo Verde para participar no campus desportivo Aminga, na ilha de S. Vicente. Betinho é um dos promotores desse projecto, juntamente com a irmá Zina Gomes, e o objectivo é passar conhecimentos técnicos para os adolescentes e leva-los a acreditar nos seus sonhos. “Se cheguei onte estou, eles também podem!”

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo