Desporto
Tendência

Abertas inscrições para o campus de verão Aminga-YSDP em S. Vicente

Desde 7 de maio que estão abertas as inscrições para adolescentes com 15/16 anos, professores de informática e língua inglesa e técnicos desportivos interessados em participar no campus de verão AMINGA – YSDP, agendado para acontecer de 5 a 11 de julho em S. Vicente. O prazo termina no dia 21 deste mês e, segundo Elisabete Gomes, membro do conselho directivo, as mesmas são gratuitas, podem ser efectuadas nos clubes e escolas e não há limite.

Concluída esta fase, seguem os testes de aptidão física em junho, que estão destinados apenas para os adolescentes que vão integrar as aulas de basquetebol e voleibol. O objectivo dos testes, segundo Elisabete Gomes, é selecionar 56 participantes, sendo 28 para a modalidade de basquetebol (14 meninas e 14 meninos) e 28 para voleibol (que respeita também o equilíbrio de género). 

Praticamente às portas deste projecto-piloto da Aminga – Youth Sports Development Program, a organização tem estado a adaptar os seus planos à flutuação dos casos de Covid-19 em Cabo Verde, em particular na ilha de S. Vicente. Como explica Bety Gomes, devido ao estado de calamidade foi obrigada a atrasar os testes de recrutamento dos participantes. “Tivemos que adaptar a nossa planificação. Pretendemos conseguir uma audiência com o Delegado de Saúde de São Vicente o quanto antes, o que não está sendo uma tarefa fácil, para que possamos discutir e aprovar um plano de contingência e garantir a saúde e segurança de todos os envolvidos”, acrescenta Bety Gomes, para quem é crucial a diminuição dos casos de Covid-19 para que possam concretizar o projecto.

O campus de verão abrange a área desportiva e a educativa, composta por aulas práticas de basquetebol e voleibol e worshops de informática, inglês e primeiros-socorros. A nível desportivo, os treinos de voleibol serão ministrados Dega Dagama (treinador principal da Universidade Southern New Hampshire), Ana Pego (treinadora-adjunta Universidade North Carolina Charlotte) – ambos naturais do Brasil, enquanto os de Basquetebol estarão a cargo de João “Betinho” Gomes e Sofia Ramalho Gomes, jogadores profissionais do Sport Lisboa Benfica-Portugal, e Rui Costa (treinador principal da equipa feminina do Vitória Sport Clube de Portugal.

As aulas de inglês serão conduzidas pelos professores Adekunmi Olatunji (linguista britânica), Hailey Chalhoub (docente de Inglês em Boston). Já as de informática serão ministradas por John Arhin (cientista de dados da Kantar Media-Inglaterra) e Alfredo Monteiro (cabo-verdiano formado em Ciências de Computação). O workshop de análise comportamental aplicada estará sob a responsabilidade de Kimiyo Garcia e Brandon Logan, ambos psicólogos dos EUA, e Bruno Delgado (psicólogo cabo-verdiano). A chegada do staff da América, Portugal e Inglaterra está programada para o dia 2 de julho.

Esta é uma iniciativa que partiu de Fauzina Gomes, atleta cabo-verdiana residente nos Estados Unidos, que se deu conta da quantidade de talentos desportivos recrutados por clubes estrangeiros, como foi o caso do próprio irmão Betinho Gomes, profissional de basquetebol em Portugal. A jovem chegou à conclusão que Cabo Verde precisa aproveitar essa riqueza através de programas ou projectos desportivos específicos e nada melhor que criar espaços onde os talentos podem ser vistos e estudados. Por este motivo, um dos grandes objectivos do campo é possibilitar a descoberta de jovens com aptidões desportivos fora do comum e que podem seguir uma carreira profissional.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo