CarnavalCultura
Tendência

Ligoc reforça sistema de som para cobrir “zonas de sombras” no Carnaval

A Liga Independente dos Grupos Oficiais do Carnaval de São Vicente (Ligoc) garante que este ano não haverá “zonas de sombra” ao longo do percurso dos desfiles, tendo em conta que acaba de reforçar os equipamentos de som com novos receptores e com maior alcance. Confiante, Marco Bento assegura que não haverá falhas e nem cortes durante a passagem dos grupos pelo “sambódromo” do Mindelo porque este que era um dos maiores constrangimentos está resolvido. 

Em entrevista ao Mindelinsite, o presidente da Ligoc sustenta que todas as zonas de sombra existentes nas ruas da cidade que recebem os desfiles estarão cobertos no Carnaval. “Este ano, felizmente, iremos apanhar todas as zonas de cortes que existiam e que atrapalhavam os desfiles dos grupos. Vamos adicionar mais receptores ao longo do percurso e aumentar a sua potência. Acreditamos que o problema de som esteja totalmente resolvido e que este ano seja claro e perceptível.”

Mas antes dos desfiles oficiais de 21 de fevereiro, a Ligoc agendou para o dia 27 de janeiro a apresentação oficial dos grupos carnavalesco em um dos hotéis da cidade, à semelhança do que tem vindo a fazer nos anos anteriores. E, neste momento, o Conselho Deliberativo da Liga está a ultimar o regulamento, que será publicado em breve no seu site. “Já a ordem e horário dos desfiles ficam dependentes do sorteio, que também será realizado no dia da apresentação pública dos grupos.”

De resto, este ano a Ligoc vai novamente colocar bancadas ao longo do percurso. Mas Marco Bento recusa a perspectivar quantas pessoas deverão testemunhar os desfiles na terça-feira de Carnaval, 21 de fevereiro. “Sabemos que as pessoas estão ávidas desta festa, que é sem sombras de dúvida o maior espectáculo de Cabo Verde. Em anos anteriores, o Carnaval de S. Vicente atraiu entre 50 a 100 mil pessoas. É possível que ultrapassemos estes números.”

Presidente da Liga Independente dos Grupos Oficiais do Carnaval de São Vicente

Em termos de apoios, a par dos patrocínios habituais da Câmara Municipal de São Vicente, que deverá liberar a segunda tranche da verba prometida até 27 de janeiro, e do Ministério da Cultura que já entregou o montante de mil contos para cada grupo, o presidente explica que a Liga tem estado a fazer uma abordagem às empresas nacionais no sentido de contribuirem para o engrandecimento do Carnaval de São Vicente. Neste sentido, diz Marco Bento, a Ligoc pretende fechar uma parceria com a Câmara do Comércio de Barlavento para ajudar nesta aproximação às associadas. 

Estamos a trabalhar com a TAP no sentido desta trazer, o mais urgente possível, algumas encomendas de materiais do Brasil. Também estamos a negociar parcerias com a BestyFly e com a CV Interilhas no sentido de facilitarem o transporte de materiais entre as ilhas. No caso da CVI, por exemplo, esta se compromete a trazer tecidos e outros materiais das outras ilhas para São Vicente a custo zero.” 

Pendente está também a confirmação da presença de algumas personalidades convidadas e que, na óptica do entrevistado do Mindelinsite, poderão contribuir para aumentar a visibilidade da festa. Segundo Marco, foram convidados algumas celebridades, atrizes e atores, sem avançar contudo as respectivas nacionalidades. Já sobre a apresentação no Ocean Race, prevista para o dia 22, Marco Bento explica que é mais um entretenimento. “Não vamos receber nenhuma compensação para isso. Vamos fazer uma apresentação para pessoas que não conhecem o Carnaval e temos todos interesse nisso porque iremos ter visibilidade. É isso que queremos para levar o nosso Carnaval cada vez mais longe.”

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo