Cultura

Flores do Mindelo apresenta enredo com caras que marcaram e marcam esta cidade

O grupo Flores do Mindelo vai dar a conhecer este sábado, 19, aos mindelenses o seu enredo para o Carnaval 2019 “Um monte com cara de gente e um monte de gente cara”, tema da autoria de Emanuel Ribeiro que destaca São Vicente e figuras que marcaram esta ilha. Com um orçamento de oito mil e 300 contos, este grupo, que tem vindo a crescer, pretende colocar nas ruas de morada entre 800 ou mais figurantes, três caros alegóricos, dois tripés e várias figuras de destaque. Como já é tradição nestes casos, a direcção do grupo “fecha-se em copa” relativamente a outros detalhes do enredo antes da hora.

Para além do enredo do Carnaval 2019, Flores do Mindelo vai aproveitar esta festa para apresentar os casais mestre-sala e porta-bandeira, a rainha de bateria, as musas, sendo que todos residente na ilha de São Vicente. A música oficial do Carnaval, dedicada aos 140 anos do Mindelo, vai ser também tornada pública nesta festa que marca o arranque oficial do carnaval. “Mindelo: menina dos nossos olhos, o canteiro das nossas flores, o berço da nossa Baía, o gás da nossa folia, o chão que os nossos pés amassaram, a janela das nossas serenatas e a inspiração do nosso samba”, lê-se na justificativa do projecto deste grupo.

O autor Emanuel Ribeiro afirma, por seu lado, que a escola “mais florida do Mindelo” decidiu acender velas e cantar os parabéns a este burgo, que não trocaria por nenhum eldorado que, apesar de ter 140 anos, é ainda jovem, como a maioria das suas gentes. Nesse sentido, ao desenvolver este enredo, este decidiu invocar o orgulho dos cabo-verdianos, em particular dos mindelenses ao dizer que estas ilhas exóticas têm tudo e São Vicente pode vir a transformar-se num “Mónaco dos Trópicos”, desde que preserve aquilo que só existe aqui e ouse o futuro. “O que nos faz tão especiais é que somos tão poucos e temos tanta peculiaridade e tanto endemismo que vai da nossa flora e fauna até à nossa alma e cultura. E é toda essa originalidade de povo suigéneris que o grupo levará para a avenida em 2019. E vai ser lindo de ver e viver”, perspectiva.

É esta história que o grupo pretende contar neste carnaval, através de três carros alegóricos e dois tripés e um número de figurantes que poderá chegar aos 800 ou mais figurantes. “Já demos início aos trabalhos de confecção das peças para as alegorias. Já os ensaios estão previstos para se iniciar no dia 26 de Janeiro”, informa o director do Carnaval do Flores do Mindelo. “Pretendemos ir buscar os oito mil e 300 contos do projecto, nomeadamente na Câmara Municipal e no Ministério da Cultura e Indústrias Criativas, sendo até agora os valores certos. O montante restante buscaremos nas empresas e instituições locais e nacionais. Estamos a trabalhar para angariar o máximo de parceiros/patrocinadores para o Carnaval 2019”, acrescenta Nuno Jorge Gonçalves.

Tudo isso para atingir o objectivo de fazer um grande desfile e arrebatar o título de campeão. “O propósito é melhorar e superar, o que não nos desvia do nosso objectivo principal que é trazer o título de campeão que nos foge há oito carnavais”, finaliza.

Constânça de Pina

Mostrar mais

Artigos relacionados

2 Comentários

  1. Quando o governo criou o edital do carnaval, prometeu que passaria a entregar a primeira tranche com 7 meses de antecedencia para os grupos poderem trabalhar mais organizados. No ano passado, isso nao aconteceu. Este ano tambem nao. Os jornalistas estao com receio de colocar o governo perante mais esta falta da palavra dada?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo