Cultura

ESAO cria projecto artístico e pedagógico ArtiSport para apoiar alunos do 1º a 4º ano

A ESAO – Escola Salesiana de Artes e Ofício em S. Vicente decidiu criar um projecto artístico e pedagógico denominado ArtiSport, que visa acompanhar os alunos do 1º ao 4º ano de escolaridade nos momentos lectivos não presenciais. O projecto prevê actividades lúdicas e educativas a nível do desporto, música, plástica, apoio ao estudo e pastoral, tendo em conta que se trata de uma escola católica. 

Segundo Celmira Veríssimo, coordenadora do ArtiSport, este é um ano lectivo diferente em que os alunos têm aulas presenciais e não presenciais. Porque estes estão em casa desde março, decidiram fazer algo para apoiar estes discentes. Foi neste sentido que a equipa da ArtiSport preparou um conjunto de actividades para ocupar e apoiar estes alunos. “Estamos a fazer actividades lúdicas e educativas a nível do desporto, música, plástica, apoio ao estudo e pastoral. Queremos dar alguma autonomia à esses alunos para fazer os seus trabalhos quando estão sozinhos em casa”, explica, 

As formações são ministrados por professores formados com apoio de monitores, contratados através da ESAO. Estas acontecem em ambientes abertos e descontraídos por forma a proporcionar à estes discentes uma aprendizagem lúdica. “As aulas do desporto estão a ser ministradas no Parque Infantil e na Praça Dom Luís. Na Alliance Français do Mindelo, Mediateca do BCA e no Centro Cultural Português os alunos têm apoio ao estudo. No ALAIM – Academia Livre de Artes Integradas do Mindelo estamos a trabalhar com alunos do 1º e do 3º ano de escolaridade”, detalha. 

A coordenadora do ArtiSport acredita que este projecto é também um “mon-roda” para os pais e encarregados de educação, que estavam aflitos com os filhos em casa, muitas vezes sem nenhum acompanhamento. “Os horários das nossas actividades são os mesmos dos períodos lectivos, ou seja, das 8h às 12h15, alternando com as aulas presenciais. As turmas são divididas em duas, sendo que cada grupo tem entre 15 a 20 alunos para manter o distanciamento. Depois das aulas as salas são higienizadas”

Os pais e encarregados de educação pagam uma mensalidade por cada educando no valor de mil escudos, sendo que montante se destina a custear as actividades extracurriculares, o salário dos monitores e professores, o transporte dos alunos entre a ESAO e a ALAIM e os materiais de plástica. Por enquanto, diz Celmira, o projecto vai ser desenvolvido no primeiro trimestre. O seu retorno no segundo trimestre vai depender da evolução da epidemia em São Vicente e da retoma ou não da normalidade lectiva.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo