Cultura

Covid-19 pelos olhos dos alunos do 8º ano em exposição na ESAO

A Escola Salesiana de Artes e Ofícios acolhe uma exposição de fotografia de alunos do 8º ano, no quadro de um projecto desenvolvido em parceria com uma estudante de mestrado em Educação Artística, Intitulado “As Sombras da Crise”, os alunos trabalham as expressões e objectos ligados a Covid-19.  

Em entrevista ao Mindelinsite, a professora de Comunicação Visual explica que, normalmente trabalham com tudo o que é visual, mas este ano escolheram incidir sobre a confecção de cartazes e fotografias. “Decidimos trabalhar a fotografia dentro de Covid-19, por isso o nome ´As Sombras da Crise` em que os alunos mostram as fases da pandemia e, nesta altura, em que temos de aprender a viver com o vírus”, explica Celmira Veríssimo.

Definidos os parâmetros, prossegue, optaram por trabalhar as emoções, expressões e os objectos ligados à Covid-19. E o resultado é esta exposição inaugurada ontem para um grupo restrito de alunos, professores e direcção, mas que vai estar patente ao longo da próxima semana no pátio da ESAO. “As fotos foram feitas por telemóveis porque sabemos que, dada a situação económica, nem todos os alunos teriam uma máquina. Acabaram por perceber que as novas tecnologias podem ser bem aproveitadas”, pontua.

Antes, receberam uma curta formação para saberem como manejar os telemóveis a nível do enquadramento, planos, luzes, e captaram as imagens, que foram de seguidas impressas. “Para nós era impossível fazer revelações, que era o ideial. Optamos então por fazer um trabalho a nível digital quanto ao uso correto dos filtros. Também fizemos a correção das fotografias e melhoramos a focagem. Só depois fizemos a impressão”, acrescenta.

A abertura desta exposição contou com a presença do Coro da Escola Secundária Jorge Barbosa porquanto, segundo Celmira, neste momento o professor Valério Miranda está a trabalhar a voz com a máscara por causa da situação da pandemia. “Foi uma abertura com música e dança mais para dentro da escola, por causa das restrições. Optamos por pedir aos directores das turmas do 1º ao 12º ano para indicarem um representante. Convidamos os elementos da direcção da ESAO e professores e também apareceram alguns pais curiosos para ver o trabalho dos seus filhos”.

A partir de amanhã os demais alunos podem visitar a exposição. Celmira afirma, no entanto, que tem recebido pedidos de pessoas interessadas em ver esta amostra de trabalhos de Comunicação Visual, pelo que a exposição estará aberta ao público, desde que não no horário de entrada e saída dos alunos, por forma a evitar aglomeração.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo