Atualidade
Tendência

Navio Interilhas “aborta” viagem devido a início de incêndio numa das máquinas

O navio Interilhas, que seguia na tarde de ontem de São Vicente para Santiago com cerca de 200 passageiros, viaturas, contentores e carga diversa, sofreu um principio de incêndio numa das máquinas e regressou ao cais do Porto Grande. O incidente terá ocorrido por volta das 16h30, cerca de 30 minutos do início da viagem, ainda nas proximidades da ilha de S. Vicente.

Segundo relatos, o principio do incêndio fez disparar os alarmes do navio, o que terá provocado algum pânico entre os 195 passageiros a bordo do navio. O director de operações da Cabo Verde Interilhas, Carlos Dias, confirma que, de facto, houve um sobreaquecimento das máquinas e alguns sinais de fumo, pelo que a embarcação teve de regressar ao porto. “Foi uma avaria imprevisível, mas já foi reparada. Neste momento estamos à espera da inspecção do Instituto Marítimo e Portuário (IMP) para podermos informar os passageiros o novo horário e retomar a viagem”, explica. 

Questionado sobre o que terá provocado este sobreaquecimento, este responsável diz tratar-se de uma questão técnica. “O navio estava operacional, saiu do cais às 16 horas e tinha como destino a ilha de Santiago. No regresso faria uma escala em S. Nicolau, antes de vir para S. Vicente. O incidente aconteceu meia hora depois do início da viagem. O navio regressou ao Porto Grande por seus próprios meios. O navio tem duas máquinas e uma delas sobreaqueceu”, precisa. 

Carlos Dias acredita que o navio deverá retomar a ligação ainda hoje, após inspecção do IMP. “Estamos à espera da inspecção para podermos avisar os passageiros. A nossa expectativa é de que a viagem possa ser retomada às 15 ou 16 horas desta quarta-feira”, acrescenta este responsável, que aproveita para esclarecer que a embarcação está com todas as inspecções regularizadas. “Foi uma avaria. Máquinas falham e foi isso que aconteceu.”  

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo