Escolha do EditorSocial

Jovem cria “mega sorteio” de bens e serviços para beneficiar Centro Social SOS do Mindelo

A jovem Natalina Cid, cidadã mindelense preocupada em dar o seu contributo para que a sociedade seja cada vez mais equilibrada, acaba de lançar um mega-sorteio solidário de bens e serviços, cujo valor arrecadado irá reverter a favor do Centro Social SOS de São Vicente. A extração está marcada para o dia 16 de abril, enquadrado no 13º aniversário desta instituição, que apoia criança e famílias monoparentais na ilha.

Ao Mindelinsite, Natalina Cid conta que a ideia de ajudar o Centro Social SOS surgiu a cerca de dois anos, mas foi adiada por motivos vários e retomada por altura do Dia da Mulher Cabo-verdiana, tendo em conta que a instituição apoio muitas famílias monoparentais. Mas, mais uma vez, não foi possível. “Fixamos então o dia 16 de abril, data do aniversario do Centro para podermos de tempo de arrecadar o maior valor possível”, explicou.

Neste sentido, prossegue, contactou várias empresas que disponibilizaram os seus produtos e serviços em quantidades suficiente para montar três cabazes diversificados. “Inicialmente pensávamos fazer um único cabaz, mas tivemos muitos apoios e foi possível aumentar para três. São constituídos por serviços, descontos e produtos em algumas empresas. Por exemplo, temos serviços de pedicure, uma formação à escolha na Forminvest, sabão natural da Naturababosa, desconto na compra de produtos em algumas empresas, tabua de queijos, produtos da Padaria Vitoria, de entre outros.”

Cabazes

Os bilhetes do sorteio custam 300 escudos e estão a ser vendidos pela promotora e elementos do Centro SOS de São Vicente, entidade beneficiaria. Natalina Cid diz esperar que as próprias empresas que ajudaram a montar os capazes também adquirem bilhetes para oferecer aos seus funcionários, sabendo que o valor arrecadado vai reverter para o centro.  “É a primeira vez que estou a apoiar esta instituição. Soube do seu trabalho e achei interessante. Contactei a directora e decidi avançar com esta iniciativa”.  

Instada a descrever quem é Natalina Cid, esta limita a dizer que é uma cidadã mindelense que se preocupa com os outros. “As pessoas que me conhecem sabem que tenho uma veia solidária, mas nunca fiz nada a este nível. Acho que se cada um contribuir com pouco teremos uma sociedade mais equilibrada”, refere.

Quanto à escolha do Centro SOS de SV como beneficiária, esta explica que desde criança conheceu e conviveu com muitas famílias monoparentais e conhece as suas dificuldades. Também tem muitas amigas que são chefes de família e que precisam de ajuda, por isso era uma escolha natural.

Natalina acredita que a parceria com o Centro SOS é para durar e estender também à outras instituições, nomeadamente ligadas aos animais.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo