Social

Cabo Verde extraditou cidadão russo suspeito de crime de “fraude em grande escala”

Cabo Verde atendeu o pedido e extraditou ontem um cidadão da nacionalidade russa, indiciado pela prática de um crime de “fraude em grande escala”, conforme decisão do Tribunal da Relação de Barlavento. Ficou assim concluindo o quarto dos cinco pedidos de extradição recebidos em menos de um ano, segundo o Ministério Público.

De acordo com a Procuradoria Geral da República, no âmbito da tramitação do pedido formulado pela Federação Russa, o Tribunal de Relação de Barlavento determinou, no dia 11 de outubro, a extradição deste cidadão, onde se encontra indiciado pela prática de um crime de “fraude em grande escala”, previsto e punido pelo artigo 150.º do Código Penal daquele país, lê-se num comunicado publicado na sua página oficial.

Esta decisão transitou em julgado no dia 25 do mesmo mês de outubro, mas, devido a dificuldades derivadas da situação pandémica, a entrega do mesmo só foi efectivada na madrugada de ontem, 21 de dezembro, no Aeroporto Cesária Évora. De S. Vicente, o cidadão russo seguiu viagem com destino a Federação Russa.

Com isso, fica assim concluído o quarto dos cinco pedidos de extradição que o país recebeu em menos de um ano, permanecendo ainda pendente o pedido proveniente do Reino Unido. O indivíduo, refira-se, tinha sido detido em São Vicente para efeito de extradição, no dia 22 de abril deste ano, conclui a nota.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo