Social

Bombeiros de S. Vicente sem ambulância: Idosa acidentada transportada em carrinha para HBS

Os mindelenses estão revoltados com o transporte de uma idosa de 90 anos em uma viatura de cabine dupla por alegada falta de uma ambulância. A idosa terá sofrido um acidente e os familiares accionaram os bombeiros municipais, que alegaram que as duas ambulância pertencentes à corporação estão com avaria. Mesmo assim, deslocaram-se ao local para ajudar a colocar a idosa na viatura privada, que a transportou para o Hospital Dr. Baptista de Sousa.

De acordo com o desabafo do condutor da viatura que transportou a idosa, a mulher caiu e ligaram para o 131 a solicitar apoio. “Os BM nos disseram que não tinham nenhuma viatura disponível. Entretanto, forneceram-nos o número de telefone do Hospital Baptista de Sousa para solicitar assistência. Recusaram, alegando que não prestam este serviço. Mas, quando chegamos ao Banco de Urgência, as ambulâncias do HBS estavam lá estacionadas”.

O condutor prossegue dizendo que agradeceram a disponibilidades dos bombeiros que, mesmo sem uma ambulância, foram ao local e prestaram assistência à idosa. No entanto questiona como é possível, uma ilha como São Vicente, não ter uma única ambulância para atender a população.

A publicação de imagens no Facebook provocou muitas reações, com as pessoas criticarem o facto de a segunda ilha mais populosa de Cabo Verde, em plena campanha e a destruir milhares de contos em publicidade, não possuir uma ambulância. “É assim que estes governantes lidam com o povo. Uma autêntica vergonha”, afirma Velademiro Dias. “Que vergonha. Tanto dinheiro queimado nas campanhas e o povo coitado a sofrer”, diz por seu turno Zuzu Andrade.

Mais contundente, Eder Delgado desabafa. “É isso que dá quando o povo não exige dos governantes melhores condições de saúde. O povo quer é festas e os políticos agradecem porque é festejar hoje e morrer amanhã”.

O Mindelinsite confrontou o vereador Anilton Andrade com esse facto e ele prometeu reagir após ouvir o Comandante dos Bombeiros Municipais de São Vicente, pelo que prometemos reportar a versão oficial logo que possível.

Entretanto, a situação de penúria da corporação dos Bombeiros de São Vicente é exposta de dentro por um funcionário, que explicou numa publicação que há cerca de duas semanas que não estão a conseguir fazer o transporte de pacientes de Covid-19 por falta de material. “Trabalho nos bombeiros de São Vicente, na comunicação. Vocês não sabem o que é uma pessoa ligar e pedir ajuda para transportar um familiar com falta de ar e termos de responder que não conseguimos ajudar porque não temos material de proteção neste momento”, desabafa.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo