Mundo
Tendência

EUA ainda sem presidente definido

Ainda não é possível dizer quem ganhou as eleições nos Estados Unidos. O resultado será decidido com a contagem dos boletins de voto que ainda estão por apurar, algo que já se previa que poderia acontecer, e que poderá abrir caminho a incerteza nas presidenciais dos Estados Unidos.

Esta madrugada, Joe Biden e Donald Trump estavam demasiado próximos no número de delegados no Colégio Eleitoral – com vários estados-chave ainda com milhões de votos por contar – para poder fazer uma previsão fiável de um vencedor. A CNN projeta 220 grandes eleitores para o candidato democrata e 213 para o candidato republicano, enquanto que o New York Times fala em uma margem de 225 para 213, respetivamente.

O atual presidente dos Estados Unidos venceu as eleições na Florida(29 delegados), um estado crucial para a reeleição, e desta vez com uma margem maior do que a que conseguiu em 2016, contra Hillary Clinton. Trump conseguiu também assegurar o estado de Ohio (18 delegados). Joe Biden, por outro lado, venceu no Minnesota, garantindo 10 delegados.

A partir daqui, dentro dos estados mais importantes para garantir a entrada na Casa Branca, ainda não é possível fazer determinações. A Carolina do Norte a a Georgia têm mais de 90% dos votos apurados e dão vantagem a Trump. O Arizona tem 80% dos votos contados e dá vantagem a Biden. Pensilvânia, Wisconsin e Michigan têm entre 60% a 80% dos votos contados e todos têm o líder republicano à frente, mas com muitos votos por contar. A decisão sobre o próximo presidente irá recair sobre estes três estados.

O estado do Texas (38 delegados), bastião republicano, começou com algumas incertezas, mas acabou por dar vitória a Trump, ao passo que Biden conseguiu manter a vantagem na Califórnia (55 delegados), em Nova Iorque (29 delegados) e no Illinois (20 delegados).

C/ Agências

Mostrar mais

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo