Escolha do Editor

Contingente reforçado na Boa Vista com militares, agentes da PN, bombeiros e medicamentos

Um contingente constituído por 20 militares, 11 agentes da Polícia Nacional, 5 bombeiros seguiu hoje para a Boa Vista para reforçar o controlo das medidas de contingência aplicadas a essa ilha, a única onde as autoridades sanitárias já detectaram a presença efectiva do coronavírus Covid-19. A equipa, que partiu do Porto da Praia esta manhã, é integrada ainda pelo Presidente do Serviço Nacional da Protecção Civil.

Este grupo, que se vai juntar aos colegas já presentes no terreno para ajudar a manter a aplicação da quarentena na Boa Vista, transporta os necessários equipamentos de protecção individual, tendas, desfibrilador, extintores e dorsais para serem usados na desinfecção.

Conforme nota do Ministério da Administração Interna, a Emprofac enviou também medicamentos e equipamentos de protecção individual para apetrechar as farmácias da ilha das dunas.

Relembre-se que as autoridades enviaram antes uma força de intervenção composta por 41 militares das Forças Armadas, 2 técnicos do Serviço Nacional de Protecção Civil e 2 enfermeiros dos Bombeiros da Praia. Além disso, as Forças Armadas colocaram o navio Guardião a fiscalizar o litoral da ilha para evitar entradas e saídas pelo mar.

A missão é reforçar as capacidades locais de controlo e resposta à doença e assegurar a aplicação das regras de restrição. O grupo inicial levou um conjunto de materiais, entre os quais equipamentos de protecção individual, tendas, lanternas, mantas e drone para reconhecimento e mapeamento.

Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Botão Voltar ao topo
Fechar